Banca de DEFESA: AIDEE AMELIA TORRES SAMPAIO BARROS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : AIDEE AMELIA TORRES SAMPAIO BARROS
DATA : 28/08/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 409 do CTEC - UFRN
TÍTULO:

ESTUDO NUMÉRICO DA INFLUÊNCIA DE INTENSIFICADORES DE POTÊNCIA NO DESEMPENHO DE AEROGERADORES DE BAIXA POTÊNCIA PROJETADOS COM A METODOLOGIA BEM


PALAVRAS-CHAVES:

Aerogerador; Fluidodinâmica Computacional; Blade Element Momentum; Intensificador de Potência.


PÁGINAS: 73
RESUMO:

A preocupação com o efeito estufa e com a degradação que o meio ambiente vem sofrendo, por conta da utilização de fontes de energia não renováveis, como os combustíveis fósseis, tem despertado um interesse especial na utilização de fontes renováveis de energia. Diante disso, a energia eólica vem se destacando no cenário energético atual do Brasil. Os aerogeradores, responsáveis pela conversão da energia eólica em energia elétrica, são intensamente estudados, visto que são uma poderosa forma de conversão de energia, mas ainda apresentam uma baixa eficiência quando comparado com outras alternativas. Uma possível solução para o aumento de sua eficiência é a utilização de difusores flangeados, a ideia é gerar um gradiente de pressão, que causaria a passagem de uma maior quantidade de ar a uma maior velocidade, pelo rotor. Como a potência de saída de um aerogerador é diretamente proporcional ao cubo da velocidade, a mesma aumentaria. Com isso o presente trabalho teve como objetivo principal investigar a utilização de um difusor flangeado ,acoplado a um aerogerador de baixa potência, visando aumento de potência convertida. Para isso foi desenvolvido o projeto e a modelagem 3D do rotor de um aerogerador com capacidade de conversão de 300 W  utilizando o Blade Element Momentum (BEM). Foram desenvolvidas simulações numéricas transientes do escoamento turbulento que age sobre os domínios estudados, empregando umsoftware CFD. Dois modelos diferentes foram consideradas, o primeiro foi a turbina eólica envolta sem o elemento intensificador e o segundo com o elemento intensificador, possibilitando então uma comparação entre as duas configurações. Como objetivo secundário realizou-se comparações dos resultados numéricos com os resultados analíticos da metodologia de projeto adotada (BEM), visando identificar se  decisões de projeto (coeficiente de indução axial, coeficiente de indução tangencial, ângulos, triangulo de velocidade) estão presentes na solução. Ao final da análise dos resultados, foi possível verificar que o difusor aumenta a velocidade da massa de ar que passa pelo rotor eólico em aproximadamente 50%, causando um aumento de cerca 330% da potência de saída. Diferenças máximas na ordem de 10% foram encontradas entre a solução analítica e a solução numérica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2014591 - ANDRE JESUS SOARES MAURENTE
Interno - 1753416 - EDUARDO JOSÉ CIDADE CAVALCANTI
Externo à Instituição - LUÍS MORÃO CABRAL FERRO - UFERSA
Interno - 1647050 - SANDI ITAMAR SCHAFER DE SOUZA
Notícia cadastrada em: 18/08/2017 16:57
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa10-producao.info.ufrn.br.sigaa10-producao