Banca de DEFESA: RICARDO CESAR DA SILVA ROCHA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RICARDO CESAR DA SILVA ROCHA
DATA : 31/07/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 414 do CTEC - UFRN
TÍTULO:

ESTUDO DA DEPOSIÇÃO DE REVESTIMENTOS OBTIDOS A PARTIR DE PÓ DE Fe-NbC EM SUBSTRATO DE AÇO ABNT 1020 POR ASPERSÃO TÉRMICA À PLASMA


PALAVRAS-CHAVES:

Aspersão térmica, tocha de plasma, Fe-NbC.


PÁGINAS: 102
RESUMO:

Os processos de aspersões térmicas são utilizados na obtenção de revestimentos com objetivos diversos, dentre estes a redução ao desgaste, prevenção à corrosão do ambiente de serviço ou reparo de superfícies. Camadas termicamente aspergidas tem sido intensamente utilizada na indústria de petróleo, aeroespacial, elétrica entre outras. Os revestimentos podem ser feitos de metal, cerâmica, vidros e a maioria dos plásticos e compósitos. Os processos de aspersão térmica têm se destacado pelo método rápido e eficiente para aplicação de revestimentos com grandes vantagens como: redução tempo e de custo se comparada a outras técnicas de deposição de camadas. O carbeto de nióbio (NbC) tem se destacado na indústria mecânica, na área química e de microeletrônica, por apresentar propriedades como elevada dureza, alto ponto de fusão (3610°C), elevada condutividade térmica, grande estabilidade química e até resistência a radiação. As propriedades dos revestimentos dependem da composição química e da microestrutura, que são influenciadas por sua vez pelos parâmetros do processo de deposição de arco não transferido. Esta técnica vem sendo estudada para o processamento de revestimentos para diversas aplicações. O Fe-NbC é um novo produto desenvolvido para ser utilizado como reforço para a melhoria das propriedades mecânicas de materiais metálicos. Apresenta-se neste trabalho os resultados de uma investigação sobre a formação, caracterização e desempenho tribológico de camadas duras, obtidas por aspersão térmica a plasma de arco não transferido a partir do pó de Fe-NbC, depositados em substrato de aço ABNT 1020. Nos testes de aspersão, foram variadas a corrente de trabalho e a vazão de gás da tocha. As camadas depositadas foram caracterizadas por meio de análises de Difração de raios X, microscopia óptica, microscopia eletrônica de varredura, analise química, rugosidade, microdureza Vickers e testes de pino-sobre-disco. Os resultados indicaram que as variações dos parâmetros de deposição alteraram a dureza e o coeficiente de atrito devido a formação das fases de NbC e Fe3O4. Mostrando que o pó de Fe-NbC, torna-se eficiente como reforço de material.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 2156996 - AUGUSTO JOSE DE ALMEIDA BUSCHINELLI
Externo à Instituição - EDUARDO GALVAO RAMALHO - IFRN
Externo à Instituição - ERALDO CÂMARA DE SOUZA - IFRN
Externo à Instituição - PAULO ROBERTO MEI - UNICAMP
Presidente - 2550377 - THERCIO HENRIQUE DE CARVALHO COSTA
Notícia cadastrada em: 20/07/2017 18:18
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao