Banca de QUALIFICAÇÃO: MARINALVA FERREIRA TRAJANO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MARINALVA FERREIRA TRAJANO
DATA : 22/02/2017
HORA: 08:00
LOCAL: Sala 414 do CTEC - UFRN
TÍTULO:

SÍNTESE DE NANOPARTÍCULAS POR DEPOSIÇÃO SPUTTERING EM SUBSTRATOS LÍQUIDOS PARA APLICAÇÕES EM TURBINAS EÓLICAS


PALAVRAS-CHAVES:

Síntese. Nanopartículas Inorgânicas. Deposição por Sputtering. Engrenagens de Turbinas Eólicas. Tribologia.


PÁGINAS: 138
RESUMO:

Engrenagens e outros conjuntos mecânicos são muito importantes para a conversão da energia eólica em energia elétrica em turbinas eólicas, mas a sua durabilidade e eficiência são severamente prejudicadas por algumas questões tribológicas como corrosão, desgaste, deformação e fragmentação. Os lubrificantes utilizados para reduzir esse desgaste e deformação são de fontes não renováveis e não são eficazes nessa tarefa. Assim, surgem novas tecnologias que visam o desenvolvimento de produtos de fontes renováveis substituindo o óleo mineral e aditivo de extrema pressão, que são os mais utilizados atualmente, porém inadequados ao meio ambiente. A este respeito, óleos vegetais e novos aditivos inorgânicos estão sendo pesquisados como uma alternativa adequada para substituir os lubrificantes utilizados atualmente em engrenagens de turbinas eólicas.O objetivo desse trabalho é sintetizar nanopartículas inorgânicas em óleos vegetais por deposição sputtering para gerar nanopartículas (NPs) coloidais estáveis, desenvolvendo lubrificantes mais adaptados ao meio ambiente com aditivos mais eficientes, e com um melhor nível de desempenho tribológico com relação a menor coeficiente de atrito e menor desgastenas caixas de velocidades das turbinas eólicas. A metodologia aplicada esta divida em 5 etapas: preparação do biolubrificante (óleo de girassol epoxidado), caracterizção físico-quimicamente dos lubrificantes, deposição por pulverização catódica, caracterização da dispersão e nanoparticulas e avaliação tribológica. Nas deposições foram aplicados três níveis de corrente de descarga e junto com ela foi aplicada uma taxa de deposição(30 mA – 0,8 Å/s, 40 mA- 1,03 Å/s e 50 mA - 1,51 Å/s), 5 psi de pressão de argônio, pressão 8,5 x 10 -3 torr, três tipos de concentrações (0,05%w, 0,1%w e 0,3%w), a uma distância do substrato-alvo de 90 mm e com o reagente inorgânico Cu para se obter nanopartículas de cobre. As nanopartículas formadas foram caracterizadas em função do tamanho de partícula pela técnica de SAXS. A dispersão das nanopartículas foram analisadas por Uv-Visível, Polidispersividade, Potencial Zeta e SAXS. Para avaliar o desempenho tribológico, foram utilizados dois tribômetros,HFRR (High Frequency Reciprocating Rig)e FZG para simular a lubrificação na caixa de velocidades da turbina eólica, analisando desgaste e formação do nano filme. Os resultados parciais obtidos foram: biolubrificantes mais adeptos ao meio ambiente com aditivos que corroboram com menor desgaste e menor atrito em superfícies metálicas com melhor dispersão das nanopartículas no óleo lubrificante.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - DANTE FERREIRA FRANCESCHINI FILHO - UFF
Externo ao Programa - 1508681 - FELIPE BOHN
Externo à Instituição - JULIANA RICARDO DE SOUZA - NENHUMA
Presidente - 1481705 - SALETE MARTINS ALVES
Externo à Instituição - WASHINGTON MARTINS DA SILVA JÚNIOR - UFU
Notícia cadastrada em: 10/02/2017 12:53
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao