Banca de DEFESA: GABRIELLE HUSS NEVES DE ARAUJO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GABRIELLE HUSS NEVES DE ARAUJO
DATA : 19/12/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Setor de Aulas IV - Sala a Definir
TÍTULO:

EXTRAÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DO BIOPÓLIMERO ALOE VERA E SUA INCORPORAÇÃO NO SUBSTRATO TÊXTIL DE ALGODÃO


PALAVRAS-CHAVES:

Biocompósito, Aloe vera, algodão, propriedades antibacterianas, propriedades mecânicas.


PÁGINAS: 62
RESUMO:

Atualmente existe uma crescente preocupação relacionada a quantidade de agentes antibacterianos sintéticos utilizados no mercado medicinal. Em face disso, e considerando os aspectos ambientais, é importante se realizar uma pesquisa fazendo uso de biopolímeros naturais como agentes antibacterianos eficazes para substituir os agentes químicos atualmente existentes. O  Aloe vera Linne ou Aloe barbadensis Miller, trata-se de uma suculenta da família Liliaceae com sua origem no continente Africano. Há estudos que evidenciam uma ampla gama de propriedades deste biopolímero, tais como hidratante, anti-inflamatório, antibacteriano, antiodor, antifúngico e antiviral dentre outras. O presente trabalho tem como principal objetivo destacar o uso do biopolímero Aloe vera como um agente antibacteriano eficaz em substratos têxteis de algodão por meio do desenvolvimento de um biocompósito Aloe vera/Algodão. A primeira etapa deste trabalho consistiu na extração do biopolímero Aloe vera com o intuito de se obter um material em forma de Gel. Em seguida, o gel obtido foi caracterizado por Espectroscopia no Infra-vermelho por transformada de Fourier com reflectância atenuada (FTIR-ATR), foi analisada a sua densidade e a sua viscosidade. Posteriormente o substrato têxtil de algodão passou pelo processo de alvejamento para a incorporação do material em sua estrutura via processo de impregnação por pressão de acordo com um planejamento experimental, onde foram utilizadas placas de alumínio sobrepostas e estabelecidos parâmetros como: temperatura (°C), tempo (min.) e concentrações (%) para a identificação do melhor resultado. O biocompósito foi ligado ao substrato têxtil de algodão, a fim de se obter um biocompósito com efeito antimicrobiano durável e estável. Por fim, foram realizados análises que estimaram suas propriedades antibacterianas e antifúngicas comprovando a sua eficiência como um material têxtil médico.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - BRISMARK GOES DA ROCHA - UERN
Externo ao Programa - 350248 - MARIA GORETE FELIPE
Presidente - 6346998 - RASIAH LADCHUMANANANDASIVAM
Notícia cadastrada em: 09/12/2016 15:22
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao