Banca de QUALIFICAÇÃO: EDUARDO HENRIQUE VIANA DE SOUSA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : EDUARDO HENRIQUE VIANA DE SOUSA
DATA : 16/12/2016
HORA: 15:00
LOCAL: Auditório do Laboratório de Manufatura - NTI/UFRN
TÍTULO:

CARACTERIZAÇÃO DAS PROPERIEDADES TRIBOLOGICAS DOS ÓLEOS UTILIZADOS EM REFRIGERAÇÃO ADITIVADO COM NANOPARTÍCULAS DE ÍNDIO (IN)


PALAVRAS-CHAVES:

Nanopartículas de Indio. Tribologia. Refrigeração


PÁGINAS: 126
RESUMO:

A crescente demanda por produtos que tenham mais eficiência e energética e maior performance, menor custo de fabricação e não sejam impactantes ao meio ambiente, tem fomentado pesquisas em diversas áreas da nanociência e nanotecnologia (N&N), visando sobrepujar estas limitações ou agregando as principais vantagens dos nanocompósitos e nanofluidos estes tem sido extensivamente aplicados na indústria. O objetivo deste trabalho é estudar as características de nanolubrificantes (NNL) aditivado com nanopartículas de Índio (In), para poder contribuir com a redução significativa do tamanho, peso, desgaste, custos dos sistemas de transferência de calor e os tornando ecologicamente corretos, deste modo tendo este uma melhor estabilidade mecânica, uma menor resistência ao atrito e desgaste, que não modifique a viscosidade dinâmica do óleo base possuindo uma melhor aderência em regime de lubrificação limite. Para estes fins, após a aquisição das nanopartículas de In, foram preparados três nanolubrificantes (NNLs) distintos, adicionando-se 0,3 g/l aos óleos de compressores de refrigeração herméticos o ISO 32, ISO 68 e O POLIOESTER (POE) e posteriormente realizando-se a desfragmentação e homogeneização dos NNLs. Após ser preparado, cada composto é ensaiado em banho termostático e com o auxílio de um reômetro e um condutivímetro, mensura-se os valores relativos às suas propriedades térmicas em análise. Os testes forram realizados para a comprovação das propriedades requisitadas para fins de validação, a estabilidade mecânica é verificada através de comparações cronológicas e potencial zeta, após passou-se pelo teste de lubricidade de alta frequência – (High Frequency Reciprocating Rig –HFRR) para análise de desempenho tribológico. Os resultados demonstraram que os modelos que forram desenvolvidos sendo para tanto levado em conta parâmetros como tamanho da partícula, aglomeração das partículas nos NNLs, a temperatura e a viscosidade do fluido, assim como o movimento Browniano das partículas entre outros. Os NNLs compostos por In são viáveis para trabalhos em temperaturas maiores que a ambiente e alguns não precisam de auxílio de tensoativos para melhorarem suas estabilidades em determinados óleos, apresentam resultados satisfatórios para temperaturas acima de 30ºC, se mantêm estáveis sem a presença de dispersantes por longo período e melhoram significativamente o desempenho tribológico dos NNLs estudados. Assim, a utilização NNLs gerados a partir de NNP de In na lubrificação de compressores herméticos de refrigeração torna-se viável.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 348122 - FRANCISCO DE ASSIS OLIVEIRA FONTES
Interno - 349577 - CLEITON RUBENS FORMIGA BARBOSA
Externo ao Programa - 347936 - LUCIO ANGELO DE OLIVEIRA FONTES
Notícia cadastrada em: 09/12/2016 12:26
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao