Banca de QUALIFICAÇÃO: RAMÓN VICTOR ALVES RAMALHO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : RAMÓN VICTOR ALVES RAMALHO
DATA : 25/10/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do Laboratório de Cimentos da UFRN
TÍTULO:

DESENVOLVIMENTO DE TAMPÃO ADAPTATIVO RESPONSIVO E AUTORREPARÁVEL PARA APLICAÇÃO EM ABANDONO PERMANENTE DE POÇOS DE PETRÓLEO USANDO UMA NOVA BASE INORGÂNICA DE CIMENTO


PALAVRAS-CHAVES:

Tampão de cimento; Cimentação; Cimento autorreparável; self-healing.


PÁGINAS: 110
RESUMO:

A tecnologia do cimento autorreparável, o self-healing cement (SHC), usa um material responsivo (ou seja, que responde a um estímulo) onde o mecanismo de reparo é automaticamente ativado após o contato com hidrocarbonetos do petróleo, para reparar vazamentos onde for necessário. O material aplicado promove reparos automáticos quando trincas internas ou microanulares são criadas, assim, prevenindo fluxo de fluidos da formação rochosa através de caminhos de vazamentos. Atualmente, muitos poços abandonados apresentam sérios problemas de contaminação ambiental devido à tecnologia insuficiente utilizada no procedimento de abandono. Hoje, estudos nesta área representam pesquisas de ponta, pois aliam um novo campo tecnológico em profunda expansão a uma demanda real, cada vez mais atual, na indústria do petróleo: O abandono de poços. Este trabalho tem por objetivo geral o estudo a cerca de pastas de cimento autorreparável para aplicações em poços de petróleo. Aplicar conceitos e refinar procedimentos na autorreparação inorgânica para cimento. Estudar a taxa de enchimento sólido que ocorrem ao reagir Ca e Mg (presentes no fluido em fuga) com um ambiente alcalino, combinado com uma fonte de CO3, sendo carbonato de sódio (Na2CO3) ou bicarbonato de sódio (NaHCO3). Realizar ensaios para avaliação da capacidade de autorregeneração, os quais não são possíveis de serem realizados no Brasil, avaliando, também a morfologia através de técnicas de Difração em Raio-X (DRX), Microscopia Eletrônica (MEV) e Espectrometria de absorção atômica, do inglês Atomic Absorption Spectroscopy (AAS). E ensaios tecnológicos de propriedades reológicas, água livre, estabilidade e resistência à compressão.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1481705 - SALETE MARTINS ALVES
Externo ao Programa - 1804366 - JULIO CEZAR DE OLIVEIRA FREITAS
Externo ao Programa - 1979301 - RENATA MARTINS BRAGA
Notícia cadastrada em: 20/10/2016 13:24
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa01-producao.info.ufrn.br.sigaa01-producao