Banca de QUALIFICAÇÃO: FLAVIO ANSELMO SILVA DE LIMA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : FLAVIO ANSELMO SILVA DE LIMA
DATA : 10/06/2016
HORA: 09:00
LOCAL: Laboratório de Máquinas Hidráulicas e Energia Solar - NTI/UFRN
TÍTULO:

OBTENÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE UM COMPÓSITO DE MATRIZ CERÂMICA COM CARGAS DE RESÍDUOS DE EPS E RASPA DE PNEU PARA CONSTRUÇÃO DE CASAS POPULARES


PALAVRAS-CHAVES:

Compósito, casas populares, recheios, resíduos, reutilização de materiais, resistência combinada.


PÁGINAS: 125
RESUMO:

A utilização de materiais compósitos na construção civil tem sido linha de pesquisa nos maiores centros de pesquisas do Brasil e do mundo. Um dos fatores que justifica essa busca é o déficit habitacional dos países subdesenvolvidos e em desenvolvimento. No Brasil esse déficit alcança mais de 5,4 milhões de moradias, em torno de 12% dos domicílios do país. Esse trabalho apresenta um compósito que foi obtido a partir de materiais convencionalmente utilizados, cimento, gesso e areia; resíduos industriais gerados, o EPS, raspa de pneu e água O ineditismo do trabalho está no estudo de caracterização combinada, térmica e mecânica do compósito obtido. Estudou-se também a influência de três tipos de recheio, colocados nos blocos (79cm X 28cm X 10cm) fabricados com o material compósito destinado à edificação de residências populares. Foram estudadas quatro formulações para o estudo combinado, determinando-se a mais viável. Serão apresentados os processos de fabricação e montagem dos blocos produzidos para a construção de residências populares. Determinou-se o tipo de recheio, placas de EPS recicladas, latas de cervejas e refrigerantes reutilizadas e garrafas PETs de água mineral de 500ml. Foi também realizado um estudo preliminar de conforto térmico com blocos fabricados com os recheios utilizados em um espaço edificado em uma Escola Pública de Natal, denominado Espaço Ciência. A resistência mecânica do compósito para todas as formulações está classificada como alvenaria de vedação, abaixo 3,0 MPa. A resistência térmica dos blocos foi comprovada pela diferença de temperatura máxima entre as paredes interna e externa do cômodo edificado em torno 8,0 °C e condutividade térmica praticamente igual a do tijolo de oito furos e inferior a dos blocos de concreto e tijolos maciços, o que demonstrou a viabilidade de utilização dos blocos produzidos para o fim proposto. Outras características importantes dos blocos produzidos é o seu bom acabamento, não necessitando de reboco, o que diminui o custo de mão de obra em um processo construtivo e o seu rápido tempo de cura, pela utilização do gesso. A formulação mais viável para o estudo combinado, térmico e mecânico foi 1,0 C + 1,0 G + 1,0 EPS + 1,0 RP. Para a fabricação de blocos essa formulação seria a mais viável com e com recheio de placas de EPS.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 349104 - LUIZ GUILHERME MEIRA DE SOUZA
Externo ao Programa - 3217842 - MARCOS SILVA DE AQUINO
Externo à Instituição - MARIA KALIONARA DE FREITAS MOTA - MEC
Externo ao Programa - 2322134 - MOISÉS VIEIRA DE MELO
Externo à Instituição - NATANAEYFLE RANDEMBERG GOMES DOS SANTOS - F.M.Nassau
Notícia cadastrada em: 09/06/2016 15:43
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa15-producao.info.ufrn.br.sigaa15-producao