Banca de DEFESA: ITAILZA GOMES DA ROCHA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ITAILZA GOMES DA ROCHA
DATA: 08/09/2015
HORA: 14:30
LOCAL: Sala 94 do Centro de Tecnologia - CT/UFRN
TÍTULO:

INFLUÊNCIA DO RETARDANTE DE CHAMAS NAS PROPRIEDADES MECÂNICAS E FLAMABILIDADE EM COMPÓSITOS REFORÇADOS COM FIBRA DE CURAUÁ E RESINA EPÓXI


PALAVRAS-CHAVES:

Fibra de curauá, compósito polimérico, resina epóxi, agente retardante de chama.


PÁGINAS: 82
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Mecânica
RESUMO:

Atualmente se observa uma grande busca por materiais originados de fontes renováveis. As fibras vegetais como reforço para matrizes poliméricas, tem sido uma alternativa para substituir fibras sintéticas, por serem biodegradáveis e de baixo custo. Este trabalho objetiva desenvolver um material compósito de resina epóxi reforçado com fibra de curauá e aditivo retardante de chama de alumina trihidratada (hidróxido de alumínio - Al(OH)3), que foi utilizado em proporções de 10%, 20% e 30% do volume total do compósito. As fibras de curauá passaram por um processo de limpeza e foram paralelizadas através de penteagem e cortadas de acordo com o comprimento predefinido. Foram moldados compósitos com fibras de 30cm e com fração volumétrica de 20% de fibra no Lossy Mould. Os compósitos foram preparados no laboratório de engenharia têxtil da UFRN. Os testes de resistência ao fogo serão realizados no laboratório de engenharia de materiais da UFRN.Para medir o desempenho do material, foram realizados ensaios de resistência à tração e flexão, com as amostras que foram posteriormente analisados no MEV. Os compósitos apresentaram bom desempenho mecânico, e foi observado que a adição do agente retardante de chamas influenciou nas propriedades mecânicas, e em alguns casos, deixando o compósito mais frágeis a quebra. Esses resultados mecânicos foram submetidos ao teste estatístico Qui-Quadrado que analisou a as relações de dependência entre as amostras. O teste de flamabilidade foi realizado baseado na norma UL 94 e o material apresentou um resultado satisfatório, tendo a sua taxa média de queima diminuindo com o aumento da adição do retardante de chamas nos compósitos.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 6346998 - RASIAH LADCHUMANANANDASIVAM
Externo ao Programa - 2614285 - KÉSIA KARINA DE OLIVEIRA SOUTO SILVA
Externo à Instituição - BRISMARK GOES DA ROCHA - UERN
Notícia cadastrada em: 02/09/2015 13:39
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa21-producao.info.ufrn.br.sigaa21-producao