Banca de DEFESA: JAILTON WEBER GOMES

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JAILTON WEBER GOMES
DATA: 02/07/2015
HORA: 09:30
LOCAL: Laboratório de Máquinas Hidráulicas e Energia Solar - NTI/UFRN
TÍTULO:

CARACTERIZAÇÃO DE UM COMPÓSITO DE MATRIZ POLIMÉRICA COM CARGA DE RESÍDUOS GERADOS PELA MANUFATURA DO MDF (MIDIUM DENSITY FIBERBOARD)


PALAVRAS-CHAVES:

Compósitos poliméricos, resíduos, MDF, marcenarias, energia solar, fogão solar.


PÁGINAS: 105
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Mecânica
RESUMO:

Nos últimos anos inúmeros trabalhos relacionados à melhoria da eficiência dos processos produtivos, em todos os setores, apresentaram soluções simples visando diminuir custos de produção, reduzindo a matéria prima utilizada na fabricação de bens de consumo. Os rejeitos têm sido utilizados em todo o mundo principalmente pelo apelo ecológico, além da redução da matriz utilizada para a obtenção do compósito. Este trabalho propõe a utilização de resíduos de MDF (Miduim Density Fiberboard) em pó coletados em marcenarias, como reforço/carga na fabricação de compósitos à base de resina poliéster ortoftálica e teraftálica. Foram estudados os processos de obtenção e a caracterização de propriedades mecânicas, térmicas e físicas nas amostras dos compósitos com frações mássicas na faixa de 0–20 % de resíduo em resina poliéster. Para testar a eficiência do material estudado fabricou-se um forno solar do tipo caixa utilizando o compósito produzido com resina teraftálica acrescido com 20% de resíduo e alimentos foram preparados. O compósito obtido apresentou resistência mecânica inferior a da matriz, porém não inviabilizou sua utilização para aplicações onde não são requeridos significativos esforços. Em termos de resistência térmica o compósito demonstrou-se mais competitivo com a matriz. Como esperado os compósitos apresentaram maiores índices de absorção de água quando comparados à matriz polimérica, porém foi observado que os formulados com resina ortoftálica (cristal) mostraram maior susceptibilidade em absorver tanto de água destilada quanto água do mar. A densidade aparente dos compósitos não apresentaram variação significativas em relação às matrizes utilizadas, havendo desvio padrão de 0,015g/cm³. Demonstrou-se, portanto, que os resíduos agregados à resina têm a função de carga, porém quando se analisa o aumento no módulo de elasticidade para todos os compósitos fabricados verificamos o reforço proporcionado por tal resíduo. O forno solar fabricado apresentou eficiência compatível com outros já estudados no Brasil e no LMHES da UFRN.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 348080 - JOSE UBIRAGI DE LIMA MENDES
Presidente - 349104 - LUIZ GUILHERME MEIRA DE SOUZA
Externo ao Programa - 3217842 - MARCOS SILVA DE AQUINO
Externo à Instituição - NATANAEYFLE RANDEMBERG GOMES DOS SANTOS - NENHUMA
Externo à Instituição - PRISCYLLA CINTHYA ALVES GONDIM - IFRN
Notícia cadastrada em: 12/06/2015 10:48
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa25-producao.info.ufrn.br.sigaa25-producao