Banca de QUALIFICAÇÃO: LEONARDO RESENDE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LEONARDO RESENDE
DATA: 20/08/2014
HORA: 08:00
LOCAL: Sala A7 do Setor de Aula IV - UFRN
TÍTULO:

ESTUDO DO COMPORTAMENTO DA SINTERIZAÇÃO EM COMPACTOS DE CAVACOS DE UM AÇO SAE 1030 OBTIDOS SOB ALTA PRESSÃO


PALAVRAS-CHAVES:

Compactação sob alta pressão; Cavacos de aço 1030; Sinterização; Densificação.


PÁGINAS: 89
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Mecânica
RESUMO:

Do ponto de vista econômico, a Metalurgia do Pó (MP) é uma técnica bastante usada para a produção de peças de pequeno porte. É possível por seu intermédio a partir de uma prévia cominuição de resíduos sólidos tais como cavacos ferroso, se produzir peças sinterizadas altamente densas e de interesse para a indústria automotiva, eletrônica e aeroespacial. No entanto, sem essa prévia cominuição dos cavacos a produção de corpos bem sinterizados através de técnicas convencionais de sinterização necessitaria do uso de aditivos ou de temperatura significativamente maiores do que 1250ºC. Uma rota alternativa para se produzir amostras sinterizadas altamente densas sem fase líquida de sinterização a partir da compactação de cavacos ferrosos (>850µm) é a técnica de Alta Pressão (A/P). Nesse trabalho, foram usadas diferentes pressões de compactação para a produção de sinterizados de cavacos de aço carbono SAE 1030.  Especificamente objetivou-se investigar nelas, o efeito da alta pressão de compactação no comportamento da densificação das amostras sinterizadas. Para tanto, amostras de cavacos do aço carbono SAE 1030 foram compactadas uniaxialmente a frio em 500 e 2000 MPa, respectivamente. Os corpos verdes obtidos foram sinterizados sob atmosfera carbonetante a 1100 e 1200ºC por 90 minutos. A taxa de aquecimento usada foi de 20ºC/min. Os materiais de partida e os corpos sinterizados foram caracterizados por microscopia óptica, MEV, DRX, medidas de densidade (geométrica: massa/volume, e picnometria) e medidas de microdureza vickers e dureza rockwel. Os resultados obtidos mostraram que os compactos produzidos sob 2000 MPa apresentaram valores de densidade entre 93 e 100 % da densidade teórica e microdureza entre 150 HV e 180 HV, respectivamente. Enquanto aqueles compactados sob 500 MPa apresentaram uma microestrutura bastante heterogênea, valores de densidade obtidos menores do que 88% e condições estruturais nas amostras inadequadas para a realização das medidas de microdureza e dureza. Os resultados obtidos indicam que a alta pressão é uma rota bastante promissora para melhorar as condições de sinterabilidade de materiais, porque, além de promover uma maior compactação do material de partida, uma tensão externa aplicada irá somar-se à tensão superficial como força motriz para o processo de sinterização. Adicionalmente, pressões extremamente elevadas permitem a deformação plástica dos materiais, promovendo um contato íntimo e extenso das partículas e eliminando poros e trincas. Isso tende diminuir o tempo e/ou a temperatura necessária para sinterização, evitando o crescimento excessivo de grãos, sem o uso de aditivos. Além disso, as pressões elevadas provocam fratura nos grãos em materiais frágeis ou dúcteis altamente encruados, o que propicia um pó de partida, para a sinterização, mais fino, sem os riscos de contaminação presentes, quando são usados métodos de cominuição prévia do pó.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2613355 - FRANCINE ALVES DA COSTA
Externo ao Programa - 345842 - UILAME UMBELINO GOMES
Externo à Instituição - ARIADNE DE SOUZA SILVA - FAPERN
Notícia cadastrada em: 19/08/2014 16:45
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa09-producao.info.ufrn.br.sigaa09-producao