Banca de DEFESA: JAYNA KÁTIA DIONISIO DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JAYNA KÁTIA DIONISIO DOS SANTOS
DATA: 04/02/2014
HORA: 08:00
LOCAL: Sala 94 do Centro de Tecnologia - CT/UFRN
TÍTULO:

INFLUÊNCIA DA CONFIGURAÇÃO DO TECIDO E DO TRATAMENTO SUPERFICIAL DAS FIBRAS NAS PROPRIEDADES MECÂNICAS DE COMPÓSITOS REFORÇADOS COM FIBRAS NATURAIS


PALAVRAS-CHAVES:

Materiais Compósitos, Fibras de curauá, Fibras de Sisal, Tratamento superficial e Propriedades Mecânicas.


PÁGINAS: 76
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Mecânica
RESUMO:

O uso de materiais compósitos em todos os segmentos da indústria moderna cresce exponencialmente, visto os benefícios que este material consegue proporcionar com suas características que são únicas, já que são projetados e fabricados para atender as necessidades específicas em cada aplicação. No entanto, para um bom desempenho do material, é necessário alguns cuidados como o uso do processo de fabricação adequado, a composição de cada elemento, além da aderência fibra/matriz, sendo este um fator preponderante na resistência mecânica final do produto. Além disso, têm-se tornado imprescindível também pensar o material compósito com capacidade de utilização ecologicamente correta. Diante disto, este trabalho tem como objetivo caracterizar as fibras de curauá, sisal e sisal tratado com hidróxido de sódio (NaOH) à 3%, bem como avaliar as propriedades mecânicas de compósitos de matriz polimérica (Resina Poliéster Ortoftálica) reforçados com tecidos uni e bidirecionais destas fibras, além de, analisar a influência do tratamento químico na superfície da fibra de sisal para o desempenho mecânico do compósito sisal/poliéster. Para tanto se teve como primeira etapa a caracterização dimensional e mecânica das fibras, seguido da confecção dos tecidos, já que estes não se encontram no mercado, e posteriormente, o tratamento dos tecidos de sisal. Os compósitos foram confeccionados de acordo com o processo de laminação manual (Hand lay-up) e avaliados quanto às propriedades de tração uniaxial e cisalhamento do tipo iosipescu. Após a realização dos estudos foi observado que o compósito de curauá, para todos os casos estudados, apresentou maior resistência e módulo à tração e ao iosipescu, e ainda, que o tratamento químico superficial na fibra de sisal produziu uma melhoria do compósito, na medida em que aumentou em até 36% a resistência à tração.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1338331 - RAIMUNDO CARLOS SILVERIO FREIRE JUNIOR
Externo à Instituição - RAIMUNDO NONATO BARBOSA FELIPE - IFRN
Externo à Instituição - RENATA CARLA TAVARES SANTOS FELIPE - IFRN
Notícia cadastrada em: 21/01/2014 13:49
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao