Banca de DEFESA: RENATA FERREIRA DE SOUSA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: RENATA FERREIRA DE SOUSA
DATA: 07/02/2014
HORA: 14:00
LOCAL: Laboratório de Mecânica dos Fluidos - NTI/UFRN
TÍTULO:

OBTENÇÃO E CARACTERIZAÇÃO DE UM COMPÓSITO A BASE DE REJEITO DO GESSO E CHAMOTE DE TELHA VISANDO A OBTENÇÃO DE FILTROS CERÂMICOS


PALAVRAS-CHAVES:

Rejeito de gesso, chamote, reaproveitamento de rejeitos, filtros cerâmicos.


PÁGINAS: 77
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Mecânica
RESUMO:

Devido ao crescimento da construção civil são gerados grandes quantidades de rejeitos de gesso e chamote de telha. Com isso, foi produzido um compósito cerâmico viabilizando a técnica do aproveitamento desses rejeitos como matéria-prima utilizando diferentes proporções de massas com: 50% do rejeito de gesso e 50% do chamote de telha para formulção FA; 90% do rejeito de gesso e 10% do chamote para formulçao FB; 80% do rejeito de gesso e 20% do chamote de telha formulação FC; 70% do rejeito de gesso e 30% do chamote formulação FD e 60% do rejeito de gesso e 40% do chamote de telha para formulçao FE. Essa  matérias-primas foram moidas em moinhos de bolas por 60 minutos e peneirados em malha ABNT 200 mesh. Para caracterização preliminares, contou-se com análises químicas por fluorescência de raios X (FRX), análises mineralógicas por difração de raios X (DRX)  e granulometria de cada rejeito. A análise termogravimétrica (TG) e calorimetria exploratória diferencial (DSC) da formulação FA. Os corpos-de-prova foram confeccionados por compactação uniaxial com pressão de 25 MPa e em seguida sinterizados nas temperaturas de 900, 1000 e 1100°C, com patamar de sinterização de 60 minutos e taxa de aquecimento de 10°C/ min. Para avaliar os ensaios físico- mecânico, foram realizados ensaios tecnológicos de retração linear, absorção de água, porosidade aparente, massa especifica aparente e resistência à flexão. A superficie de fratura foi caracterizada por microscopia eletrônica de varredura (MEV). Os resultados mostram que a mistura dos rejeitos em diferentes formulações apresentam características físicas e mineralógicas semelhantes as matérias-primas convencionais . Pode-se concluir que é possível aproveitar os rejeitos do chamote de telha e gesso para a produção de filtros cerâmicos, tornando-se uma alternativa viável que trará diversos benefícios, como a redução da quantidade de rejeitos descartado e redução do impacto ambiental, além de aumentar o leque de opções de matérias-primas para indústria cerâmica.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - GILSON GARCIA DA SILVA - IFRN
Presidente - 348080 - JOSE UBIRAGI DE LIMA MENDES
Interno - 349104 - LUIZ GUILHERME MEIRA DE SOUZA
Notícia cadastrada em: 20/01/2014 15:47
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao