Banca de QUALIFICAÇÃO: FRANCISCO PAULINO DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: FRANCISCO PAULINO DA SILVA
DATA: 18/12/2013
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 94 do Centro de Tecnologia - CT/UFRN
TÍTULO:

ANÁLISE DA EFICÁCIA DE UM REFRIGERADOR DOMÉSTICO COM CONDESADOR MODIFICADO: REVESTIMENTO COM MEIO POROSO DISSIPATIVO


PALAVRAS-CHAVES:

Coeficiente termodinâmico,refrigeração domestica, dissipação,convecção natural e carga térmica.


PÁGINAS: 58
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Mecânica
RESUMO:

O desenvolvimento de refrigeradores domésticos de uma maneira geral são compactos e utilizam configurações simplificadas por razões econômicas. O coeficiente termodinâmico de desempenho (COP) está limitado principalmente no projeto do condensador por razões de dimensões e arranjo (lay-out) do projeto (design) e nas características climáticas da região onde vai operar. Vale ressaltar que está última limitação é muito significativa quando se trata de um país de extensão continental como o Brasil com condições climáticas diversas. O COP do ciclo depende fundamentalmente da capacidade de calor dissipada no condensador. Portanto em climas quente como nas regiões nordeste, norte, e centro-oeste a capacidade dissipar é muito atenuada em comparação com as regiões sudeste e sul com clima tropical e subtropical quando comparado com as outras regiões. A dissipação em condensadores compactos para aplicações em refrigeração doméstica tem sido o foco de diversos estudos, isso devido ao seu impacto na redução de custos e de consumo de energia, além de um melhor aproveitamento do espaço ocupado pelos componentes dos sistemas de refrigeração. Este espaço deve ser reduzido ao máximo para permitir um aumento do volume útil de armazenamento do refrigerador sem alterar as dimensões externas do produto. Devido ao seu baixo custo de manufatura, condensadores arame sobre tubo continuam como a opção mais vantajosa para a refrigeração doméstica. Tradicionalmente, tais trocadores de calor são projetados para operar sob convecção natural. Nem sempre, os benefícios da maior compacidade dos condensadores de convecção forçada superam o ônus do bombeamento do ar externo pelo trocador. No presente trabalho é proposta uma melhoria no condensador convectivo original, alterando o mesmo para um mecanismo de transferência combinado, em série, sendo condutivo dos tubos e arame para um meio poroso úmido e convectivo do meio poroso para o ambiente. O meio poroso utilizado no revestimento foi composto de uma argamassa de gesso impregnada sobre uma malha de fibra celulósica natural moldada sobre a estrutura tubular aramada original do condensador, sendo seca e depois calcinada para maior adesão e aumento da porosidade. A configuração proposta foi instalada no sistema de refrigeração doméstica (bebedouro) e testada nas mesmas condições da configuração original. Foi ainda, avaliada na condição seca e umidificada por gotejamento d’água sob convecção natural e forçada com um eletro-ventilador (fancoil). Os ensaios foram realizados para a mesma carga de refrigerante 134-a e sob a mesma carga térmica de resfriamento. O desempenho foi avaliado nas diversas configurações, mostrando uma melhora de cerca de 20% quando comparado a configuração original com a proposta  sob umidificação e convecção natural e de cerca de 25% com a proposta  sob umidificação e convecção forçada.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 348122 - FRANCISCO DE ASSIS OLIVEIRA FONTES
Interno - 349577 - CLEITON RUBENS FORMIGA BARBOSA
Externo ao Programa - 3217842 - MARCOS SILVA DE AQUINO
Notícia cadastrada em: 16/12/2013 15:35
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao