Banca de QUALIFICAÇÃO: PEDRO IVO DE ARAUJO DO NASCIMENTO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: PEDRO IVO DE ARAUJO DO NASCIMENTO
DATA: 23/04/2012
HORA: 09:30
LOCAL: A definir
TÍTULO:

Obtenção dos Parâmetros-X de Estruturas Planares


PALAVRAS-CHAVES:

Parâmetros-X, Parâmetros-S, Estruturas Planares, Distorção Poliharmônica


PÁGINAS: 29
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Elétrica
SUBÁREA: Telecomunicações
ESPECIALIDADE: Teoria Eletromagnetica, Microondas, Propagação de Ondas, Antenas
RESUMO:

Para o desenvolvimento de novos sistemas de comunicação, como também para o aperfeiçoamento dos sistemas existentes é necessária uma precisa caracterização de seus componentes. A modelagem por meio de parâmetros-S é utilizada para caracterização, modelagem, simulação e testes de sistemas e componentes desde meados dos anos 60. Este tipo de modelagem é, provavelmente, a modelagem comportamental mais utilizada na atualidade. Umas das principais vantagens da utilização dos parâmetros-S é que os parâmetros individuais de cada componente são suficientes para determinar os parâmetros-S da combinação entre os componentes. Isto é possível pela propriedade da superposição que é típica dos sistemas lineares, onde se aplicam os parâmetros-S. Contudo, apesar da grande utilização, os parâmetros-S convencionais são limitados. Os parâmetros-S são definidos somente para sistemas lineares, ou para sistemas que se comportam como sistemas lineares quando é feita a análise em pequenos sinais, próximo ao ponto de operação. Na realidade todos os sistemas são não lineares. Eles geram distorções harmônicas e de intermodulação e causam degradação espectral. E a teoria dos parâmetros-S convencional não é aplicável a sistemas não-lineares. Com o avanço da tecnologia das telecomunicações e eletrônica, há uma demanda por uma parametrização de sistemas não lineares, semelhante ao que ocorre para sistemas lineares com a utilização dos parâmetros-S. Utilizando para qualquer sistema em qualquer configuração e disposição, baseados na teoria da superposição. Não sendo necessário conhecer o sistema internamente, somente as relações entre ondas incidentes e refletidas. A introdução dos parâmetros-X feita por Vespecht e Root, abriu novas possibilidades na área de projetos de sistemas não lineares. Utilizando o método da distorção poli-harmônica. Baseado no princípio da superposição harmônica, o formalismo dos parâmetros-X é baseado na teoria dos parâmetros de dispersão e por isso é considerado uma evolução desses. A relação entre ondas incidentes e dispersas não é descrito somente por meio de relações entre as portas, mas sim na relação entre harmônicas. Este trabalho tem como objetivo analisar a utilização da caracterização de parâmetros-X para estruturas planares e observar as diferenças encontradas em relação a parametrização por meio de parâmetros-S.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2524053 - ANTONIO LUIZ PEREIRA DE SIQUEIRA CAMPOS
Interno - 1543191 - LUIZ FELIPE DE QUEIROZ SILVEIRA
Externo ao Programa - 346385 - RONALDO DE ANDRADE MARTINS
Notícia cadastrada em: 10/04/2012 07:59
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao