Banca de DEFESA: VITOR LOPES DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: VITOR LOPES DOS SANTOS

DATA: 03/03/2011

HORA: 09:00

LOCAL: Sala 02 do DCA/UFRN

TÍTULO:

Contribuições Para a Análise de Sinais Neuronais e Biomédicos


PALAVRAS-CHAVES:

neuroengenharia, fotoestimulação neural, postulado de Hebb, assembleias neurais, Lei do semicírculo de Wigner, Teoria da Informação, divergência de Kullback-Leibler


PÁGINAS: 50

GRANDE ÁREA: Engenharias

ÁREA: Engenharia Elétrica

RESUMO:

Seguindo a nova tendência de interdisciplinaridade da ciência atual, a neuroengenharia vem crescendo nas últimas décadas. A partir do ano 2000, foram criados periódicos científicos e conferências em todo o mundo no tema. Esse trabalho envolve três subáreas da neuroengenharia relacionadas com engenharia elétrica e de computação: controle neural; neurociência teórica e computacional; e processamento de sinais neurais; assim como da engenharia biomédica.

A pesquisa compreendeu três partes: (i) Uma técnica de fotoestimulação neural foi desenvolvida baseada no uso de compostos enjaulados. Usando o neurotransmissor inibitório GABA preso a um complexo de rutênio, foi possível provocar inibição quase instantânea da atividade cortical de camundongos com um pulso de laser. Os resultados foram obtidos por análise Wavelet de potenciais de campo e testados com estatística não-paramétrica. (ii) Um método matemático foi desenvolvido para identificação de assembléias neurais. Assembléias neurais foram primeiramente propostas por Donald Hebb (1949) como base do aprendizado, e atualmente constituem o modelo mais bem aceito para representação de informação no sistema nervoso. Usando a lei de Marcenko-Pastur da distribuição de autovalores de matrizes aleatórias foi possível detectar assembléias neurais, identificá-las e calcular a força de ativação com alta resolução temporal. Aplicação do método em dados eletrofisiológicos reais revelou neurônios do neocórtex e do hipocampo de ratos participam em uma mesma assembleia, e que neurônios podem participar em múltiplas assembleias. (iii) Um novo método de classificação automática de batimentos de eletrocardiograma foi desenvolvido, que não depende de um banco de dados para treinamento, e que não é especializado em patologias específicas. O método envolve decomposição Wavelet e medidas de normalidade de variáveis aleatórias.

Em conjunto, os resultados obtidos nas três linhas de pesquisa representam capacitação em neuroengenharia e engenharia biomédica.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1544724 - GLAUCIO BEZERRA BRANDAO
Externo à Instituição - MAURO COPELLI - UFPE
Interno - 1660044 - SIDARTA TOLLENDAL GOMES RIBEIRO
Notícia cadastrada em: 25/02/2011 00:39
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao