Banca de QUALIFICAÇÃO: DANIEL LOPES MARTINS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: DANIEL LOPES MARTINS

DATA: 13/08/2010

HORA: 11:00

LOCAL: Auditório do LAMP

TÍTULO:

Implementação de um Sistema Multiagente utilizando Lógica Fuzzy Aplicado ao Ambiente Foundation Fieldbus


PALAVRAS-CHAVES:

Agentes, Sistema Multiagentes, Lógica Fuzzy, Redes industriais Foundation Fieldbus


PÁGINAS: 42

GRANDE ÁREA: Engenharias

ÁREA: Engenharia Elétrica

RESUMO:

Com o avanço da tecnologia da informação e do poder de processamento dos dispositivos, torna-se possível a aplicação de tecnologias cada vez mais rápidas, eficientes e seguras no ambiente industrial. Isso permite o aumento da produtividade com cada vez menos desperdício de mão de obra e de matéria prima, o que acarreta no aumento da lucratividade e da produção. Além de tais avanços, o desenvolvimento de técnicas inteligentes que permitam uma análise do processo e consigam prever determinadas falhas e até corrigi-las tornam os processos cada vez mais robustos e com um menor tempo de parada de produção para manutenções, além de um melhor agendamento de manutenções preventivas. Esses sistemas inteligentes podem avisar aos operadores sobre falhas iminentes ou sobre funcionamento anormal do sistema, ajudando tais especialistas na tomada de decisão para contornar os problemas, além de poder ter caráter autônomo, ou seja, “pensarem” baseando-se em observações feitas do processo e agirem automaticamente ou avisarem ao operador da necessidade de atuação em um evento. Esses sistemas inteligentes e autônomos são chamados de agentes. Cada agente pode ser implementado de forma a ser independente e um conjunto deles em um mesmo ambiente, trocando informações entre si para resolverem problemas é designado como sistema multiagente. Este trabalho consiste na proposta de dissertação que busca dar continuidade a utilização de um sistema multiagente em redes neurais, mas sob o foco da utilização de lógica Fuzzy para a implementação dos agentes autônomos na sua substituição ou num trabalho em conjunto com os agentes desenvolvidos. A escolha da lógica Fuzzy para implementação
destes novos agentes se deve ao fato de ser uma lógica já conhecida no ambiente industrial e permite que os operadores realizem configurações de controles utilizando o próprio conhecimento adquirido durante os anos de trabalho, sem a necessidade de estudo de como funcionam as técnicas inteligentes como as redes neurais. Esse sistema multiagente está implementado em uma rede industrial que utiliza o protocolo Foundation Fieldbus, onde toda e qualquer estratégia de controle é implementado através de blocos funcionais (algoritmos encapsulados no formato de blocos para aplicações específicas como controle PID, bloco aritmético entre outros). É utilizada também uma interface de configuração e monitoração do funcionamento dos agentes criado com o uso da linguagem de programa G (linguagem gráfica) e no ambiente de desenvolvimento LABVIEW, que já utilizada e bem aceita no ambiente industrial e que foi utilizada no trabalho com agentes em redes neurais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 347628 - ADRIAO DUARTE DORIA NETO
Interno - 350241 - JORGE DANTAS DE MELO
Interno - 1153006 - LUIZ AFFONSO HENDERSON GUEDES DE OLIVEIRA
Notícia cadastrada em: 03/08/2010 17:57
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao