Banca de DEFESA: DANIEL GUERRA VALE DA FONSECA

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : DANIEL GUERRA VALE DA FONSECA
DATA : 16/09/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do LAUT
TÍTULO:

Formulações Explícitas para Controladores Preditivos Generalizados: uma Abordagem Multiparamétrica


PALAVRAS-CHAVES:

Controlador Preditivo Generalizado, Programação Multiparamétrica, GPC Explícito Multiparamétrico, Programação Linear Multiparamétrica Inteiro Mista


PÁGINAS: 110
RESUMO:
O Controle Preditivo Generalizado (GPC) é uma das técnicas de Controle Preditivo baseado em Modelos (MPC) mais tradicionais e populares da indústria e do meio acadêmico, sendo aplicado, ao longo de décadas, em vários sistemas para melhorar o desempenho do controle. Dentre as diversas áreas, o GPC pode ser encontrado atuando em aplicações petroquímicas, de energias, de alimentos, automotiva e aeroespacial. Esse tipo de controlador utiliza informações do modelo do processo para predizer o comportamento futuro do sistema. A predição é feita através da minimização de um funcional de custo que gera ações de controle ótimas capazes de direcionar as variáveis controladas para os valores desejados. Além disso, o GPC consegue lidar de forma direta tanto com sistemas MIMO, quanto com as restrições presentes nos processos. Entretanto, ao considerar o conjunto de restrições, o controlador precisa resolver, em tempo real, um problema de programação quadrática (PQ), o que pode ser proibitivo em certos casos, como para sistemas embarcados. Este trabalho faz uso da programação multiparamétrica (mp) para gerar uma lei de controle explícita do tipo Afim por Partes (PWA) para o GPC (mp-GPC) capaz de manter o desempenho de controle, sem a necessidade recorrente da resolução de um problema de otimização. Inicialmente, é proposta uma formulação comparada diretamente com o GPC baseado em PQ. Os resultados mostram que o desempenho se mantém, com redução do tempo computacional para o cálculo da ação de controle. Em seguida, um novo formato é proposto, que se diferencia pela quantidade de parâmetros necessários para formulação multiparamétrica. Ambas proposições são aplicadas em diferentes situações: em um sistema multivariável, em um sistema com a presença de atraso de transporte e em um caso subatuado. Em todos os casos, é feita uma comparação do tempo computacional gasto para o cálculo do sinal de controle, assim como do tempo necessário para resolução da programação multiparamétrica. Por fim, foram iniciados estudos envolvendo uma formulação GPC Multiparamétrica Híbrida, que faz uso da resolução de um problema de programação Linear Inteira Mista multiparamétrico (mp-MILP). Uma válvula não linear é utilizada como estudo de caso, em que suas características não lineares são traduzidas como dinâmicas discretas para o problema de otimização, com o objetivo de minimizar os seus efeitos. Os resultados preliminares são satisfatórios, apresentando um controle, em alguns momentos, com compensação total da não linearidade. Contudo, testes em sistemas reais precisam ser realizados em trabalhos futuros.

MEMBROS DA BANCA:
Interno - 350693 - ANDRÉ LAURINDO MAITELLI
Interno - 1328152 - CARLOS EDUARDO TRABUCO DOREA
Externo ao Programa - 2453033 - ANDERSON LUIZ DE OLIVEIRA CAVALCANTI
Externo à Instituição - ANDRÉ FELIPE OLIVEIRA DE AZEVEDO DANTAS - UnP
Externo à Instituição - PERICLES REZENDE BARROS - UFCG
Notícia cadastrada em: 16/08/2019 07:49
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao