Banca de QUALIFICAÇÃO: GUILHERME PENHA DA SILVA JÚNIOR

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GUILHERME PENHA DA SILVA JÚNIOR
DATA : 27/06/2019
HORA: 09:00
LOCAL: Sala 4 - ECT - Campus Lagoa Nova
TÍTULO:

Implementação de Máquina Síncrona Virtual do Tipo Synchronverter para o Gerador de Indução Duplamente Alimentado Conectado a uma Microrrede


PALAVRAS-CHAVES:

Microrrede. Baterias. Máquina Síncrona Virtual. Synchronverter. DFIG. PLL.


PÁGINAS: 139
RESUMO:

A alta integração da Geração Distribuída (GD) ao sistema elétrico convencional traz
muitos desafios ao setor operacional, haja vista o fato de que aumentam as preocupações
com a confiabilidade do sistema e com a qualidade da energia gerada. As GD não possuem
controle sobre a energia gerada, embora possuam uma dinâmica de potência muito
rápida, com pouca ou nenhuma inércia. Logo, para mitigar os impactos causados pela
integração entre a GD e o sistema existente, é imprescindível lançar mão do conceito de
máquina síncrona virtual, cujo fundamento busca emular o comportamento de uma máquina
síncrona real através do controle do VSI (Voltage Source Inverter). Neste contexto,
este trabalho propõe o desenvolvimento de uma estratégia de controle que vise controlar
o aerogerador DFIG (Doubly Fed Induction Generator) de modo a que se possam suprir
todos os requisitos necessários à manutenção da estabilidade da rede. A finalidade
almejada será atingida partindo-se do pressuposto de que o VSI ligado à rede possuirá
comportamento semelhante a um gerador síncrono, uma vez que será utilizada a técnica
de controle Synchronverter. Com isso, além de um maior controle sobre as potências
ativa e reativa geradas, é possível obter também uma contribuição com os serviços ancilares.
Além disso, o barramento CC do conversor back-to-back deverá estar conectado
a um banco de baterias, fato que possibilitará um maior controle sobre o despacho de
energia. Logo, será possível carregar as baterias nos horários de maior geração e menor
consumo de energia da rede, como também descarregar as baterias nos momento de
demanda de suporte à frequência da rede. Resultados preliminares obtidos confirmam o
funcionamento reportado na literatura, comprovando a eficácia da técnica, com potencial
para melhoramentos que o trabalho almeja. E, por fim, com a utilização do Synchronverter,
será possível operar o DFIG de forma autônoma em uma microrrede na ocorrência
de um Blackout no sistema e, após cessar o colapso no sistema, sincronizar o VSI à rede
sem a necessidade de utilizar um PLL (Phase Locked Loop).


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1597497 - LUCIANO SALES BARROS
Interno - 1807863 - FLAVIO BEZERRA COSTA
Externo à Instituição - DANIEL BARBOSA - UFBA
Externo à Instituição - FRANCISCO KLEBER DE ARAÚJO LIMA - UFC
Externo à Instituição - RODRIGO ANDRADE RAMOS - USP
Notícia cadastrada em: 17/06/2019 16:29
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao