Banca de DEFESA: ADRIANO LOURENÇO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ADRIANO LOURENÇO
DATA : 27/06/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Anfiteatro Facisa
TÍTULO:

QUALIDADE DO SONO, FUNCIONALIDADE E SUAS ASSOCIAÇÕES CLÍNICAS EM MULHERES SOBREVIVENTES AO CÂNCER DE MAMA


PALAVRAS-CHAVES:

Palavras-chave: Câncer. Sobreviventes. Sono. Funcionalidade. Qualidade de vida


PÁGINAS: 82
RESUMO:

Introdução: O câncer de mama (CM) revela-se como um dos principais problemas de saúde entre as mulheres, que pode repercutir em morbidade e mortalidade. Atualmente a neoplasia da mama tem grandes chances de cura, devido ao diagnóstico precoce e aos tratamentos menos agressivos e mais efetivos, que ainda provocam efeitos deletérios. Dentre estes, destacam-se prejuízos na qualidade do sono e na funcionalidade, que contribui negativamente na saúde de mulheres sobreviventes ao CM. Observou-se escassez de estudos semelhantes relacionado à temática. Objetivo: Avaliar a qualidade do sono, a funcionalidade e suas associações clinicas em mulheres sobreviventes ao câncer de mama e fora do tratamento clínico. Metodologia: Trata-se de um estudo transversal, realizado com 32 mulheres sobreviventes ao CM, com pelo menos um ano após o tratamento clínico, entre os meses de janeiro e setembro de 2018. Os instrumentos de coleta de dados foram constituídos de informações gerais e clínicas da doença e os questionários World Health Organization Disability Assessment Schedule 2.0 (WHODAS 2.0); Índice de Qualidade do Sono de Pittsburgh (PSQI); Functional Assessment of Cancer Therapy-Fatigue (FACT-F); Disabilities of the arm and Shoulder (DASH); International Physical Activity Questionnaire (IPAQ, versão curta), além do teste de caminhada de seis minutos (TC6). Analisou-se estatisticamente através do SPSS 20.0. O teste Shapiro-Wilk foi aplicado para a normalidade dos dados e foi utilizado o teste alfa de Cronbach (α), correlação de Spearman e Pearson, os testes t Student e U de Mann Whitney. O efeito clinico foi analisado pelo d de Cohen e para verificar a associação dos dados foi utilizado o teste de regressão linear bivariada. Adotou-se p < 0,05 para todos os testes. Resultados: Dentre os principais desfechos cabe destacar que há prevalência de mulheres sobreviventes ao câncer de mama com problemas de sono (71,9%) e limitações funcionais para membro superior (90,6%), mesmo após o término do tratamento clínico e ao longo da sobrevida livre da doença. O sono ruim está correlacionado com a qualidade subjetiva do sono (rs = 0,769), distúrbios do sono (rs = 0,624), latência do sono (rs = 0,625), duração do sono (rs = 0,581) e distúrbios do sono durante o dia (rs = 0,654) e a limitação funcional com cognição (rs = 0,758), mobilidade (rs = 0,709), atividade domesticas/trabalho (rs = 0,718) e participação (r = 0,701). Observou-se diferença significativa na qualidade do sono com piores escores totais para as escalas FACT-F, DASH e WHODAS 2.0, assim como na limitação funcional com piores escores totais para as escalas DASH, FACT-F e PSQI (p<0,05). Também foi observado que o sono ruim foi preditor de piores escores para FACT-F, DASH e WHODAS 2.0 (p<0,05). Conclusão: Os achados demonstram que o sono ruim é preditor de piores escores para fadiga, qualidade de vida, desempenho funcional dos membros superiores e funcionalidade e que maiores níveis de deficiência repercute em piores escores para desempenho funcional dos membros superiores, fadiga, qualidade de vida e qualidade do sono, comprovando os impactos negativos da precarização do sono e da funcionalidade dessas mulheres, denotando a relevância e urgência de inclusão de aspectos relacionados ao sono e a funcionalidade e suas associações clinicas nas avaliações clínicas e condutas terapêuticas direcionadas às mulheres sobreviventes ao câncer de mama.

 


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 3887470 - DIEGO DE SOUSA DANTAS
Interna - 2211023 - ILLIA NADINNE DANTAS FLORENTINO LIMA
Externa à Instituição - NADJA VANESSA DE ALMEIDA FERRAIZ
Notícia cadastrada em: 12/06/2019 10:18
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao