Banca de QUALIFICAÇÃO: NEILDJA MARIA DA SILVA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : NEILDJA MARIA DA SILVA
DATA : 27/02/2019
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 11 do bloco 2 da FACISA
TÍTULO:

ANÁLISE DOS EFEITOS DE TAREFA SIMPLES E DUPLA-TAREFA EM IDOSOS INFECTADOS POR TOXOPLASMA GONDII: ENSAIO CLÍNICO RANDOMIZADO DUPLO CEGO


PALAVRAS-CHAVES:

Idoso; Postura; Marcha; Cognição.


PÁGINAS: 44
RESUMO:

Introdução: O envelhecimento cognitivo é um processo contínuo de progressão gradual, mudanças altamente variáveis ocorrem na função cognitiva quando as pessoas envelhecem, algumas funções cognitivas diminuem previsivelmente, como memória e reação. Entre as doenças infecciosas que podem estar envolvidas no declínio cognitivo em idosos, encontra-se a toxoplasmose. Tendo em vista, a escassez de estudos que abordem às possíveis alterações nas funções cognitivas e motoras em idosos acometidos pela Toxoplasmose, esta pesquisa visa promover avaliação cognitiva e motora, propondo uma intervenção com tarefas simples e dupla tarefa, para descobrir os efeitos que essa intervenção promoverá nesses indivíduos. Objetivo: Avaliar os efeitos da aplicação de uma proposta de tarefa simples e dupla tarefa, nas funções cognitiva e físico-funcional em idosos soropositivos e soronegativos para a toxoplasmose. Métodos: Trata-se de um Ensaio clinico randomizado duplo cego, a coleta dos dados funcionais será realizada na Clínica Escola de Fisioterapia, Laboratório de Motricidade e Fisiologia Humana e Laboratório de Práticas Fisioterapêuticas da Faculdade de Ciências da Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (FACISA/UFRN). A amostragem será do tipo não probabilístico, por conveniência. Será dividida em dois grupos: G1 (composto por idosos que realizarão o protocolo de dupla tarefa e tarefa simples, n=20), G2 (composto por idosos que realizarão o protocolo de tarefa simples, n=20). O número amostral de 40 indivíduos, que após avaliação cognitiva através do instrumento, serão submetidos a análise sorológica e assim, divididos em dois grupos, G1=20 (soropositivos) e G2=20 (soronegativos) para o T. gondii (Toxoplasmose). Os critérios de inclusão adotados para ambos os grupos serão idade acima de 60 anos e escore igual ou superior a 22 pontos na Prova de Leganés (PCL). Serão excluídos de ambos os grupos, idosos com afecções graves ortopédicas, neurológicas e reumatológicas ou que tenham realizado qualquer intervenção fisioterapêutica nos últimos três meses. Resultados esperados: Espera-se descrever o perfil cognitivo e físico-funcional de idosos e associar a infecção por T. gondii; verificar a associação entre as mensurações de atenção em idosos com e sem a infecção; e avaliar a interferência da infecção por T. gondii associada ao fator Rh nas tarefas que demandam atenção.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2132107 - NUBIA MARIA FREIRE VIEIRA LIMA
Externa ao Programa - 2090691 - JULIANA MARIA GAZZOLA
Externa ao Programa - 2374850 - THAIZA TEIXEIRA XAVIER NOBRE
Notícia cadastrada em: 15/02/2019 14:24
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao