Banca de QUALIFICAÇÃO: DANIELLE CRISTINA GOMES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : DANIELLE CRISTINA GOMES
DATA : 23/11/2017
HORA: 09:00
LOCAL: Faculdade de Ciências da Saúde do Trairí FACISA/UFRN
TÍTULO:

Análise de Questionários de Qualidade de Vida para Crianças com Fibrose Cística utilizando a CIF


PALAVRAS-CHAVES:

Fibrose Cística; Criança; Qualidade de vida; Classificação Internacional de Funcionamento, Incapacidade e Saúde.


PÁGINAS: 27
RESUMO:

Introdução: A fibrose cística (FC) é uma condição crônica que envolve vários sistemas que levam a inúmeras manifestações clínicas que afetam a vida diária e os resultados relacionados ao desempenho funcional, pulmonar e psicossocial e qualidade de vida (QV). O instrumento mais comum para a avaliação da QV em crianças com fibrose cística (QFC) parece ter uma ampla perspectiva. Foi validado e traduzido em diferentes idiomas e abrange a avaliação da criança com FC desde a infância até a idade adulta em suas quatro versões, permitindo a avaliação de crianças mais novas. A Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) pode ser usada como uma ferramenta para descrever os domínios abrangidos pelos instrumentos de avaliação. Como não temos relatos de um estudo que tenha analisado o conteúdo deste instrumento com a CIF, este estudo abordará a ligação de duas versões deste questionário, a versão para pais / cuidadores de crianças de 6 a 13 anos (QFCparents 6 -13) e versão para crianças com FC de 6 a 11 anos (QFC 6-11). Objetivos: analisar duas versões do questionário Qualidade da Vida em fibrose cística (QFCparents6-13 e QFC6-11) com a CIF. Métodos: o estudo foi desenvolvido em duas etapas. A primeira compreendeu uma revisão da literatura para identificação e seleção de questionários específicos de qualidade de vida para crianças com fibrose cística e a segunda consistiu em vincular o conteúdo dos questionários com a CIF. A ligação foi realizada de acordo com Cieza et al., 2002. Resultados: O conteúdo das versões estava predominantemente relacionado ao componente da função corporal (42,3% e 42,5%), seguido pelo componente atividade e participação (30,8% e 40%) e fatores ambientais (7,7% e 10%) em QFCparents6-13 e QFC6-11, respectivamente. Conclusão: os resultados revelaram que os fatores ambientais foram o domínio com a menor ligação nas duas versões investigadas.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2218795 - EGMAR LONGO HULL
Externo à Instituição - LUCIANA CASTANEDA RIBEIRO - IFRJ
Presidente - 1803907 - SILVANA ALVES PEREIRA
Notícia cadastrada em: 07/11/2017 09:38
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao