Banca de QUALIFICAÇÃO: WENDERLY PINTO CORDULA DIONÍSIO DE ANDRADE

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : WENDERLY PINTO CORDULA DIONÍSIO DE ANDRADE
DATA : 31/10/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Sala 04 do DDCA
TÍTULO:

Diabetes Mellitus em idosos: expectativa de vida livre da doença e fatores associados à prevalência, Brasil - 2013.


PALAVRAS-CHAVES:

Envelhecimento populacional; Diabetes Mellitus; Expectativa de Vida Saudável


PÁGINAS: 62
RESUMO:

O processo de envelhecimento enfrentado por toda população brasileira durante o século XX, decorrente das mudanças dos processos de transição demográfica, epidemiológica e nutricional, tem evidenciado um aumento na expectativa de vida dos indivíduos. Em 1980, a expectativa de vida aos 60 anos de idade era de 16,4 anos, elevando-se para 21,8 anos em 2013, representando um ganho de 33%. Observa-se que estes ganhos de anos de vida não tem sido acompanhado de um bom estado de saúde. Neste contexto, verifica-se um aumento da prevalência de doenças crônicas entre os idosos, destacando-se a Diabetes Mellitus e suas complicações. O objetivo do presente estudo é analisar os diferenciais regionais da expectativa de vida livre de Diabetes Mellitus aos 60 anos e os fatores associados a prevalência da doença na população idosa brasileira. Trata-se de um estudo transversal, adotando-se como fonte de informação os microdados da Pesquisa Nacional de Saúde em 2013. A população de estudo são idosos de todo território nacional.Estima-se a expectativa de vida livre da Diabetes a partir do método de Sullivan, conjuntamente com o emprego das tábuas de mortalidade de 2013 e a prevalência da doença, com respectivo intervalo de confiança (IC95%). O modelo de regressão de Poisson com variância robusta será adotado para analisar os fatores associados à prevalência da doença. Na análise dos dados utiliza-se o programa estatístico R-3.3.2 for Windows (The R-project for statistical computing). Os resultados preliminares, descreve as principais características sociodemográficas do entrevistado selecionado, cerca de 67,3% eram mulheres, de cor branca, do grupo etário de 65 - 69 anos, 51,6% moram sem cônjuge e 75,6% eram sem instrução ou o ensino fundamental incompleto, dessas 20,4% autorreferia recebeu o diagnóstico de Diabetes. Essa população analisada de 60 anos, apresenta uma média de 21,3 anos de expectativa de vida para ambos os sexos e regiões, sendo 6,3 anos de expectativa de vida livre de diabetes.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1016026 - JOSE VILTON COSTA
Interno - 1855608 - KARINA CARDOSO MEIRA
Interno - 2002253 - MARCOS ROBERTO GONZAGA
Externo à Instituição - MIRELA CASTRO SANTOS CAMARGOS - UFMG
Notícia cadastrada em: 30/10/2017 12:28
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa26-producao.info.ufrn.br.sigaa26-producao