Banca de DEFESA: WENDELLA SARA COSTA DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : WENDELLA SARA COSTA DA SILVA
DATA : 30/08/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do CCET
TÍTULO:

AÇÃO SOCIAL NA CONCRETIZAÇÃO DAS PREFERÊNCIAS REPRODUTIVAS DAS MULHERES UNIDAS DO NORDESTE E SUDESTE BRASILEIRO


PALAVRAS-CHAVES:

Preferências Reprodutivas; Planejamento Familiar; Ação Social


PÁGINAS: 152
RESUMO:

No Brasil vivencia-se um contexto de fecundidade abaixo do nível de reposição e nota-se, com isso, que o número considerado ideal de filhos se reduziu para uma quantidade cada vez menor. Portanto, esse projeto de pesquisa apresenta a dinâmica reprodutiva do Nordeste e Sudeste, com base nos seguintes componentes da reprodução humana: preferências reprodutivas, realização do planejamento familiar e uso dos métodos contraceptivos. A investigação será efetuada no universo das mulheres unidas (em união estável ou casamento formal) em idade reprodutiva (15 a 49 anos). Logo, o objetivo do trabalho é, à luz da ação social, observar a utilização do planejamento familiar como um instrumento para a concretização das preferências reprodutivas das mulheres unidas do Nordeste e Sudeste brasileiros, lançando mão das pesquisas de saúde reprodutiva dos anos de 1996 e 2006. A metodologia utilizada consistiu numa análise descritiva dos dados utilizando o modelo estatístico da Regressão Logística. A variável depende usada na análise se refere à concretização e não concretização das mulheres unidas maritalmente, mensurada pela quantidade daquelas que conseguiram alcançar seu número ideal de filhos e aquelas não conseguiram. As variáveis independentes estão relacionadas as características demográficas, educacionais, sociais, culturais, econômicas, de saúde reprodutiva (planejamento familiar e preferência reprodutiva) e relacional (relacionamento da mulher com seu parceiro). Os resultados da análise de regressão, para os dois anos investigados (1996 e 2006), mostram que de uma maneira geral a idade da mulher, o uso de métodos contraceptivos modernos e a esterilização, a acesso às mídias, como televisão e jornais, e a religião exibiram uma importante significância para a concretização reprodutiva. Porém, existes diferenças nos resultados mostrados entre 1996 e 2006. O que chama a atenção nos resultados de 1996 é que tanto para Nordeste quanto para o Sudeste a escolaridade da mulher com 10 a 11 anos de estudo se mostrou significante para realizar o alcance da meta de filhos. Já para o ano de 2006 surgiu um novo fator de grande relevância para essa condição que foi concernente a empregabilidade feminina. As mulheres unidas, em 2006, das duas regiões estudadas que tinham trabalho remunerado extradomiciliar, mostraram maior possibilidade de concretização das preferências reprodutivas em relação as que não trabalhavam. Em suma, para fomentar a discussão se fez uso de um aporte teórico de caráter demográfico e sociológico para argumentar acerca das preferências reprodutivas, do planejamento familiar e do conceito de ação social.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - ERNESTO FRIEDRICH DE LIMA AMARAL - RAND
Presidente - 1688188 - MOISES ALBERTO CALLE AGUIRRE
Interno - 1880578 - RICARDO OJIMA
Notícia cadastrada em: 17/08/2017 14:20
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao