Banca de DEFESA: GISELY KARLA DE MEDEIROS CARVALHO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : GISELY KARLA DE MEDEIROS CARVALHO
DATA : 18/08/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do CCET
TÍTULO:

LETRAMENTO FAMILIAR E ANÁLISE DE REDES PESSOAIS: PESQUISA-AÇÃO COM POPULAÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL


PALAVRAS-CHAVES:

Redes pessoais; Redes pessoais; Capital cultural; Capital social; Pesquisa-ação.


PÁGINAS: 123
RESUMO:

Ressalta a necessidade de compreender demograficamente os aspectos que circundam a educação, mais especificamente o letramento, da população com idades de 6 a 14 anos. Delineia como uma pesquisa-ação consegue perceber o letramento desenvolvido no ambiente familiar através da análise de redes sociais, a qual identifica agentes com diferentes intensidades de capital cultural e capital social, responsáveis pelo êxito escolar de alunos do 5º Ano do Ensino Fundamental da Escola Municipal José Horácio de Góis. Deste modo, apresenta um respaldo teórico embasado por estudos proeminentes os quais: apontam a transição demográfica como possível geradora de benefícios para o sistema de educação; expõem o letramento com foco nas práticas letradas do contexto familiar e no debate acerca do insucesso escolar; revelam o capital cultural e o capital social como propulsores do habitus de estudar; e manifestam como a metodologia de análise de redes sociais pode observar as ações de intercâmbio produzidas pelos indivíduos de determinado grupo. Para tanto, utiliza o método focado nas redes pessoais com o emprego de questionários e matrizes relacionais, estas auxiliadas pelo gerador de nomes e pelo name interpreters, instrumentos que oportunizam a produção de dados e o processamento das variáveis nos softwares: Statistical Package for the Social Sciences, Ucinet e NetDraw. Ao averiguar os dados sociodemográficos, bem como a estrutura e a composição das redes dos estudantes, os resultados indicam que alunos de um mesmo contexto e com características semelhantes possuem singularidades que os diferenciam nas práticas relacionais e interferem no modo como desenvolvem o letramento familiar. Assim, as restrições e as contribuições para o aprendizado de leitura e escrita, e consequentemente para o desempenho escolar, são motivadas conforme as influências exercidas pelos atores que compõem as redes dos alunos. Considera, ao final, que projetos de pesquisa-ação voltados ao letramento familiar, e elaborados com base na análise de redes pessoais, produzem conhecimentos significativos os quais podem transpor as barreiras do (in)sucesso escolar, melhorar os indicadores e ampliar as projeções educacionais.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 332207 - MARIA DO SOCORRO OLIVEIRA
Presidente - 1688188 - MOISES ALBERTO CALLE AGUIRRE
Interno - 1880578 - RICARDO OJIMA
Externo à Instituição - WEBER SOARES - UFMG
Notícia cadastrada em: 08/08/2017 16:29
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa27-producao.info.ufrn.br.sigaa27-producao