Banca de QUALIFICAÇÃO: THIAGO ANTÔNIO RAULINO DO NASCIMENTO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: THIAGO ANTÔNIO RAULINO DO NASCIMENTO
DATA: 28/09/2015
HORA: 08:30
LOCAL: AUDITÓRIO DO CCET
TÍTULO:

Comportamentos e hábitos relacionados às saúde bucal dos brasileiros: um estudo a partir da Pesquisa Nacional de Saúde 2013.


PALAVRAS-CHAVES:

Saúde bucal; Estilos de vida; Hábitos de cuidado


PÁGINAS: 45
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Demografia
RESUMO:

O amplo conhecimento do processo saúde doença têm propiciado um crescente interesse na avaliação de comportamentos e hábitos individuais, de maneira a tornar possível identificar os ganhos em saúde a partir da via da prevenção. Como fator determinante da qualidade de vida, a saúde bucal se insere neste contexto de ganho de saúde a partir da prevenção. Evidencias demonstram que a saúde bucal é um importante determinante no estado de saúde geral dos indivíduos. A boca, compondo o complexo crânio facial, permite falar, beijar, sorrir, sentir gosto, mastigar, engolir, além de oferecer proteção contra infecções microbianas e ameaças ambientais.  Os agravos à saúde bucal estão diretamente relacionados a doenças ocasionadas pela placa bacteriana, e estas, entre outros fatores, são fortemente impactados pelo estilo de vida, comportamento e hábito de cuidado do indivíduo. Nesse sentido, um padrão de cuidado satisfatório da saúde dos dentes é a chave para prevenção direta de inflamação gengival, de periodontite, de perda dentária e da halitose, e indireta, de alterações oclusais, possíveis problemas articulares e câncer bucal. As medidas disponíveis para uma melhor higiene da boca, além da adoção de hábitos alimentares e de estilos de vida adequados são eficazes na promoção da saúde oral. No entanto, a adesão a um determinado padrão de cuidado não se processa da mesma forma nos diferentes ciclos de vida e por isso a necessidade de se conhecer como se distribui o padrão de comportamentos e hábitos relacionados à saúde da boca entre os grupos etários, a partir de diferentes desfechos, demográficos (como sexo, raça/cor) e socioeconômicos.

Neste trabalho, o objetivo central é investigar quais os principais fatores associados à saúde bucal dos brasileiros, identificando possíveis padrões diferenciados de cuidado da população. Utilizou-se os dados do módulo especifico de saúde bucal provenientes da Pesquisa Nacional de Saúde, realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística em 2013. Como recurso metodológico, analises descritivas foram realizadas e, através da metodologia de regressão logística, evidenciou-se os fatores que intervêm na auto avaliação da saúde bucal. Com vistas a analisar a auto avaliação da saúde bucal dos entrevistados, foram selecionadas covariáveis de características sócio-demográficas, bem como variáveis relacionadas à hábitos de cuidado. Ademais, a partir desta base de informações, pretende-se construir uma medida do Padrão de Comportamentos e Hábitos relacionados a Saúde Bucal (PCH-SB) utilizando para isto a Teoria de Resposta ao Item (TRI).


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1149540 - ANGELO GIUSEPPE RONCALLI DA COSTA OLIVEIRA
Externo ao Programa - 2583642 - FLÁVIA CHRISTIANE DE AZEVEDO MACHADO
Externo ao Programa - 1346630 - LARA DE MELO BARBOSA ANDRADE
Presidente - 347078 - MARIA CELIA DE CARVALHO FORMIGA
Notícia cadastrada em: 23/09/2015 17:17
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa02-producao.info.ufrn.br.sigaa02-producao