Banca de QUALIFICAÇÃO: MARIO VINICIUS DE LIMA PEREIRA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARIO VINICIUS DE LIMA PEREIRA
DATA: 29/05/2015
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do CCET
TÍTULO:

INCAPACIDADE MOTORA DOS IDOSOS NORDESTINOS EM 2010: Uma análise sobre os seus diferentes aspectos sociodemográficos no Nordeste Brasileiro.


PALAVRAS-CHAVES:

Serviços de Saúde para Idosos, Demografia, Envelhecimento da População, Epidemiologia


PÁGINAS: 58
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Demografia
RESUMO:

PROBLEMA: Com o envelhecimento da estrutura populacional do Brasil gerado pelos efeitos da Transição Demográfica que está ocorrendo nesse país, faz-se importante conhecer os aspectos sociodemográficos da população idosa que terá, cada vez mais, maior expressividade na população, e, sendo portador de deficiência motora, exigirá mais recursos e serviços de saúde, moradia, emprego e outros, específicos para esta idade peculiar. OBJETIVO: Identificar o retrato sociodemográfico dos idosos portadores de incapacidade motora no Brasil e Nordeste em 2010. MÉTODOS: Estudo descritivo que utilizou dados do Censo Demográfico Brasileiro de 2010, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). A amostra analisada foi constituída de 20.585.713 idosos com 60 anos ou mais de idade. A variável dependente foi a incapacidade motora, mensurada pela dificuldade em caminhar ou subir degraus. As variáveis independentes foram divididas em dois níveis: individual (características demográficas, socioeconômicas e relativas a emprego) e de domicílio (Tipos de domicílio, localização e suas dependências). Uma análise de correspondência foi aplicada para reforçar a percepção da correlação entre algumas variáveis no NEB e seus efeitos na incapacidade motora dos idosos. RESULTADOS PRELIMINARES: O NEB é a Região com a maior taxa de idosos com alguma deficiência motora. Em nível individual, o sexo, estado civil, a renda, o nível de instrução foram os fatores mais fortemente relacionados aos idosos com alguma deficiência motora. Em nível de domicílio, número de banheiros, espécie de domicilio, situação de domicílio e densidade morador domicílio exibiram uma importante correlação com a variável dependente. CONCLUSÕES: O estado civil, escolaridade, renda e faixa etária foram os fatores mais intimamente relacionados com as deficiências motoras dos idosos no Brasil e Nordeste, sendo este, quase sempre com proporções maiores de deficiência motora crônicas. Para os domicílios, número de banheiros e espécie da unidade doméstica foram mais correlacionados. Ações que abordam os principais fatores associados à deficiência motora, podem cooperar significativamente para o bem-estar e qualidade de vida dos idosos com deficiência.


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1346630 - LARA DE MELO BARBOSA ANDRADE
Presidente - 347078 - MARIA CELIA DE CARVALHO FORMIGA
Externo ao Programa - 350691 - MARIA HELENA CONSTANTINO SPYRIDES
Externo à Instituição - ROBERTO DO NASCIMENTO RODRIGUES - UFMG
Notícia cadastrada em: 26/05/2015 14:31
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa28-producao.info.ufrn.br.sigaa28-producao