QD3 | Palestra | 18.03.2015 | 14h30 | Anfiteatro A do CCET | Expectativa de Vida Saudável no Brasil: Aspectos substantivos e metodológicos | Marcos Roberto Gonzaga (PPGDem/UFRN)

Segundo os dados mais recentes do IBGE, a expectativa de vida do brasileiro passou de 62 para 75 anos entre 1980 e 2013. Em 2010, a quantidade de pessoas com 65 anos e mais na população brasileira representava 7,3%, enquanto em 1970 era de apenas 3,1%. Reflexo na melhoria das condições de saúde, saneamento básico e redução da mortalidade infantil, essas transformações têm impacto nas políticas públicas do país. Mas se estamos vivendo mais tempo, será que podemos dizer que estamos vivendo bem? Como isso pode impactar nos planos de saúde e nas estratégias de cuidados com a população idosa?

 

A expectativa de vida saudável (EVS) é uma medida que combina informações de mortalidade e morbidade (ou incapacidade), sendo, portanto, um indicador importante para monitorar as condições de saúde de uma população. Por este motivo, a Organização Mundial da Saúde tem reconhecido sua importância para comparações e tendências relacionadas com as mudanças no padrão de morbidade e incapacidade. Entretanto, a forma como observamos e medimos o nível de saúde ou incapacidade em uma população são as principais limitações para análises de tendências na Expectativa de Vida Saudável. Neste seminário serão abordados, portanto, aspectos relacionados aos conceitos de morbidade ou incapacidade, tendências nas condições de saúde, disponibilidade de dados, tipos de indicadores e formas de mensuração da Expectativa de Vida Saudável no Brasil.


Essas e outras questões serão abordadas na próxima edição das Quartas Demográficas (QD3) com a palestra do prof Marcos Roberto Gonzaga, do Programa de Pós-Graduação em Demografia (PPGDem/UFRN). 


São resultados da tese de doutorado laureada pelo Prêmio Capes de Teses 2014 na área de demografia. O evento ocorrerá na próxima quarta-feira, dia 18/03, no Anfiteatro A do CCET, às 14h30. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas pelo link: http://goo.gl/9UpcQC O público-alvo são graduandos, pós-graduandos, pesquisadores e gestores públicos nas áreas de saúde, estatística, ciências atuariais, ciências sociais, geografia, entre outros.

Notícia cadastrada em: 12/03/2015 20:15
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa27-producao.info.ufrn.br.sigaa27-producao