Banca de DEFESA: TIAGO DO NASCIMENTO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: TIAGO DO NASCIMENTO
DATA: 24/02/2015
HORA: 10:00
LOCAL: SALA 04 DO DDCA/UFRN
TÍTULO:

O Caminho para as secas: As imigrações para o Semiárido Setentrional.


PALAVRAS-CHAVES:

Sertão, Urbanização, Imigração, Crescimento Populacional, Seletividade Migratória


PÁGINAS: 120
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Demografia
RESUMO:

A região Nordeste do Brasil foi, historicamente, uma região expulsora de sua população, tendo como fatores que motivaram estes padrões de mobilidade, o rigor climático das estiagens sazonais da região semiárida, atrelado a condições de vida precárias e um baixo IDH. Estes seriam os fatores que causariam a expressiva emigração na região em direção ao Sul/Sudeste do país. Contudo, o Nordeste vem mudando o seu papel atuante no contexto migratório nacional. As UF’s do Nordeste vêm apresentando uma diminuição em suas taxas de emigração e um aumento em suas taxas de imigração, indicando as novas tendências nos fluxos migratórios brasileiros através da maior participação da migração de retorno.

Considerando que as novas formas de distribuição da população ocorrem de forma dialética com os contextos da reestruturação produtiva no Nordeste que vem tomando diferentes formas nas décadas recentes, concomitante ao aumento do retorno migratório e maior participação de seus efeitos indiretos nos fluxos em direção ao Nordeste, buscamos nesta pesquisa analisar os fluxos de migração no Semiárido Setentrional para identificar e reconhecer os novos papéis que as cidades do sertão estão desempenhando como espaços de atração populacional no Semiárido Setentrional que possui uma dinâmica migratória própria e desponta com espaços de atração e de rotatividade migratória que polarizam os fluxos regionalmente. Desta forma o Semiárido Setentrional possui esta atratividade migratória diretamente ligada ao processo de urbanização que a região vem passando e com o aumento das migrações em curta distância. A fim de realizar esta análise, analisamos as características individuais dos migrantes que possuem especificidades entre as tipologias de migrantes diretos,migrantes retornados e populações nãomigrantes, indicando que apesar do contexto de desigualdades sociais ainda ser evidente no Semiárido Setentrional, os seus imigrantes se caracterizam com melhores indicadores sociais que os emigrantes tradicionais da região. O aumento na participação dos grupos migrantes mais velhos, maior proporção de mulheres migrantes, e o aumento no grau de escolarização são elementos que nos auxiliam a compreender este novo contexto migratório e o papel destes migrantes nos novos contextos de produção e de investimento em políticas públicas que o Semiárido Setentrional vem passando.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1346605 - FLAVIO HENRIQUE MIRANDA DE ARAUJO FREIRE
Presidente - 1880578 - RICARDO OJIMA
Externo à Instituição - WILSON FUSCO - FJN
Notícia cadastrada em: 10/02/2015 22:31
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa26-producao.info.ufrn.br.sigaa26-producao