Banca de QUALIFICAÇÃO: IZABELLY CRISTINA MENDES TINOCO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IZABELLY CRISTINA MENDES TINOCO
DATA: 29/08/2013
HORA: 15:00
LOCAL: Sala 05 - Anexo do CCET
TÍTULO:

 

ÍNDICE DE VULNERABILIDADE À SECA: ASPECTOS SOCIOECONÔMICOS, NORDESTE - BRASIL.


PALAVRAS-CHAVES:

Vulnerabilidade, seca, socioeconômica


PÁGINAS: 48
GRANDE ÁREA: Ciências Sociais Aplicadas
ÁREA: Demografia
RESUMO:

O Nordeste Brasileiro tem a pior seca severa dos últimos 50 anos, estima-se que mais de 10 milhões de pessoas foram afetadas nesse período a partir de 1963. Para o IPCC essa é a Região que mais sofre impactos em relação às mudanças climáticas. As secas prolongadas não afetam somente a economia da Região, mas também, e consequentemente, aumentam os indicadores de pobreza. A vulnerabilidade social afeta diretamente a população residente nessa área, diante dos problemas gerados devido às secas prolongadas (eventos extremos). Nesse sentido, o objetivo deste estudo é desenvolver um indicador de vulnerabilidade à seca levando em consideração  aspectos socioeconômicos e demográficos, para caracterizar o quão vulnerável encontra-se a população residente nas microrregiões que compõe o Nordeste do Brasil. Inicialmente, caracterizou-se o estado do Rio Grande do Norte quanto à situação de pobreza e extrema pobreza para contrastar em relação aos aspectos climáticos da região. Para caracterizar as regiões foi feito um comparativo entre os mapas do IDEMA e das regiões Homogeneas geradas pelo aluno Silva do Programa de Pós Graduação em Ciências Climáticas. Os resultados mostram que houve uma melhora entre 2000 e 2010. Verificou-se que as regiões úmidas apresentam as melhores condições sociodemográficas e econômicas em relação às demais regiões. As regiões mais secas, apesar de se apresentarem em menores condições socioeconômicas, verifica-se que houve um progresso, quanto a ambiente (saneamento básico) a região sub-árida é a que possui as piores condições, quanto a mortalidade infantil na região semi-árida foi reduzida, contrario a região sub-árida que aumentou.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 320597 - PAULO SERGIO LUCIO
Interno - 1346630 - LARA DE MELO BARBOSA ANDRADE
Interno - 350691 - MARIA HELENA CONSTANTINO SPYRIDES
Externo ao Programa - 1752417 - CLAUDIO MOISES SANTOS E SILVA
Notícia cadastrada em: 27/08/2013 12:50
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa19-producao.info.ufrn.br.sigaa19-producao