Banca de DEFESA: ACÁSSIO ALVES DE SÁ

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ACÁSSIO ALVES DE SÁ
DATA : 19/07/2018
HORA: 08:00
LOCAL: Sala de Aula 1 do NESC
TÍTULO:

Melhoria da Qualidade do Processo de Dispensação Ambulatorial de Medicamentos Antineoplásicos Orais


PALAVRAS-CHAVES:

Boas Práticas de Dispensação, Antineoplásicos, Melhoria de Qualidade, Segurança do Paciente.


PÁGINAS: 72
RESUMO:

Introdução: Atualmente, com as mudanças do perfil demográfico e de morbimortalidadena população, houve um incremento nas doenças crônicos degenerativas, incluindo o câncer.No seu tratamento é crescente a utilização de medicamentos por via de administração oral, esses tendem a ser mais convenientes, porém aumentam o risco de eventos adversos. Fato que reforça a importância da consolidação do seu uso qualificado e seguro, especificamente na fase da dispensação, que deve possuir um caráter preventivo e corretivo neste processo. Objetivo: Avaliar e promover a adequação do processo de dispensação ambulatorial de medicamentos antineoplásicos orais, por meio de um ciclo de melhoria. Metodologia: Trata-se de um estudo de natureza quantitativa, com delineamento quase experimental, tipo antes-depois e sem grupo controle, realizado em um hospital de referência no tratamento do câncer, situado no Norte de Minas Gerais. No qual, a partir de sete critérios de qualidade, previamente definidos e validados, realizou-se a avaliação do nível de qualidade do processo de dispensação ambulatorial dos antineoplásicos orais, e baseando-se nos critérios mais problemáticos, intervenções de melhoria foram implementadas, seguida de uma reavaliação da qualidade. O cumprimento da qualidade das amostras selecionadas aleatoriamente (n=60) foram estimadas de forma pontual e em um intervalo de confiança de 95%, assim como a significância estatística da melhoria conseguida foi tratada com teste Z. Resultados: Verificou-se que todos os sete critérios de qualidade elencadosapresentaram melhorias entre as avaliações. A maioria (quatro critérios) tiveram aumento dos níveis de qualidade estatisticamente significativos (p<0,05), com melhoria relativa mínima de 75%. Em dados absolutos, observou-se que os não cumprimentos diminuíram de 148 na primeira avaliação para 67 na reavaliação, representando uma melhoria de 54,7%. Conclusão: O estudo proporcionou a avaliação do processo de dispensação ambulatorial de antineoplásicos orais na instituição, com identificação de critérios de qualidade, fato que favoreceu a priorização e a efetividade das intervenções. O ciclo de melhoria contribuiu para inclusão de boas práticas de dispensação e maior envolvimento da equipe com os requisitos de qualidade.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 2262871 - ANA ELZA OLIVEIRA DE MENDONCA
Externo à Instituição - HELAINE CARNEIRO CAPUCHO - EBSERH
Presidente - 911.028.804-00 - WILTON RODRIGUES MEDEIROS - UFRN
Notícia cadastrada em: 10/07/2018 12:10
SIGAA | Superintendência de Tecnologia da Informação - | | Copyright © 2006-2023 - UFRN - sigaa04-producao.info.ufrn.br.sigaa04-producao