Banca de DEFESA: REGINALDO TUDEIA DOS SANTOS

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : REGINALDO TUDEIA DOS SANTOS
DATA : 13/05/2020
HORA: 09:00
LOCAL: ATRAVÉS DE VÍDEO CONFERENCIA
TÍTULO:

SIMULAÇÕES DO FLUXO DE ÁGUA DOCE NO INÍCIO DO HOLOCENO: IMPLICAÇÕES PARA O SISTEMA CLIMÁTICO


PALAVRAS-CHAVES:

SPEEDY/HYCOM e SPEEDY/HYCOM/MODF, Início do Holoceno, fluxo de água doce, Clima Passado


PÁGINAS: 162
RESUMO:

O início do Holoceno (IH) é marcado pela transição das condições glaciais/interglaciais com tendência de aquecimento em algumas regiões do planeta registrado em proxy e em reconstruções de temperatura. Modelos climáticos como o SPEEDY/HYCOM podem simular a influência da redução das camadas de gelo polares em função do aumento da temperatura do IH, além de outras forçantes que influenciaram o sistema climático da época. Nesta tese, aborda-se o impacto do pulso extra de água doce para o oceano e sistemas agregados, através de simulações com os Modelos Climáticos Acoplados Oceano-Atmosfera SPEEDY/HYCOM e do SPEEDY/HYCOM/MODF, a partir de um clima de controle chamado de Pré-industrial e um clima referente ao período de Inicio do Holoceno, (~11yrs), no qual há inserção de água doce no Mar do Labrador. Implementou-se também alteração no código do modelo, no qual agregou-se uma nova parametrização referente ao fluxo de água doce. As simulações foram de 1.500 anos para o IH e 200 anos para o PI, sendo o IH com água doce extra. Utilizaram-se métodos estatísticos para análise das respostas do clima em relação à circulação oceânica e atmosférica. Os resultados apontaram, por exemplo, um resfriamento da Temperatura da Superfície do Mar (TSM), no IH, na região do Atlântico Norte, nos meses de JFM, para JJA ocorreu um aquecimento de até 0.7°C, nos demais oceanos a TSM foi superior as do PI, tanto no inverno quanto no verão austral, exceto numa pequena região do Pacífico onde a anomalia foi de até -0.8ºC em JFM. Quanto às condições da temperatura superficial (TS), as simulações apontaram um perfil de aquecimento mais intenso no IH e pode estar relacionado, por exemplo, a variação de insolação em escala orbital. A precipitação e evaporação no IH mostraram uma anomalia positiva de precipitação nas regiões do Mar de Bering, na China, na parte sul da Groelândia e Mar do Labrador. No tocante a evaporação, a diferença entre evaporação e precipitação mostrou baixa variabilidade na faixa equatorial e grande variabilidade em latitudes altas, no IH, tanto no Hemisfério Norte como no Sul, para os meses de JJA.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1858120 - DAVID MENDES
Interno - 1808127 - JOSE HENRIQUE FERNANDEZ
Interna - 792.031.834-34 - MARIA HELENA CONSTANTINO SPYRIDES - UFRN
Interno - 1164414 - WEBER ANDRADE GONCALVES
Externo ao Programa - 2276514 - MARCIO MACHADO CINTRA
Externo à Instituição - MICHEL DOS SANTOS MESQUITA - BCCR
Externo à Instituição - PEDRO MATTOS SOARES - ULISBOA
Notícia cadastrada em: 04/05/2020 10:20
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao