Banca de QUALIFICAÇÃO: MORGANA MENEZES NOVAES

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MORGANA MENEZES NOVAES
DATA: 20/06/2012
HORA: 11:00
LOCAL: Instituto do Cérebro - UFRN
TÍTULO:

Efeito da Terapia Espelho em pacientes após Acidente Vascular Cerebral isquêmico avaliados por Ressonância Magnética funcional e Estimulação Magnética Transcraniana.


PALAVRAS-CHAVES:

Terapia Espelho, AVC, Ressonância Magnética funcional e Estimulação Magnética Transcraniana


PÁGINAS: 80
GRANDE ÁREA: Ciências da Saúde
ÁREA: Fisioterapia e Terapia Ocupacional
RESUMO:

Terapia Espelho (TE) vem sendo usada como uma ferramenta de reabilitação para várias doenças, incluindo o Acidente Vascular Cerebral (AVC). Embora alguns estudos tenham mostrado a sua eficácia clínica, pouco se sabe sobre seus mecanismos neurais. Baseado nisso, este estudo teve como objetivo avaliar marcadores neurobiológicos da TE por Ressonância Magnética funcional (RMf) e Estimulação Magnética Transcraniana (EMT), antes e após o uso da TE em indivíduos acometidos por AVC isquêmico. Quinze pacientes participaram de sessão única de trinta minutos de TE. Os dados de RMf foram analisados bilateralmente nas seguintes regiões de interesse (ROI): Área Motora Suplementar (AMS), córtex pré-motor (PM), córtex motor primário (M1), córtex sensorial primário (S1) e Cerebelo. Em cada ROI, as mudanças na porcentagem de ocupação e os valores de beta foram avaliados. Na EMT foi analisado o Potencial Evocado Motor (PEM) sobre o hotspot M1. Um aumento significativo na amplitude do PEM foi observado após a terapia em 4 pacientes (p <0,05). Nos resultados da RMf houve uma redução significativa no percentual de ocupação no PM e cerebelo contralateral à mão afetada (p <0,05). Além disso, foi observado aumento significativo nos valores de beta nas seguintes áreas contralaterais: AMS, Cerebelo, PM e M1 (p <0,005) e diminuição significativa nas áreas ipsilaterais: PM e M1 e em S1 bilateralmente (p <0,0005). Assim, nossos resultados indicam que intervenção única de TE muda marcadores neurobiológicos em direção ao padrão observado em indivíduos saudáveis. Além disso, as alterações no hemisfério contralateral são opostas as do lado ipsilateral, sugerindo um aumento na homeostase do sistema.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1243905 - DRAULIO BARROS DE ARAUJO
Interno - 1216466 - JOHN FONTENELE ARAUJO
Externo ao Programa - 350635 - TANIA FERNANDES CAMPOS
Notícia cadastrada em: 11/06/2012 16:00
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao