Banca de DEFESA: MORGANA MENEZES NOVAES

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : MORGANA MENEZES NOVAES
DATA : 25/07/2017
HORA: 08:00
LOCAL: INSTITUTO DO CEREBRO
TÍTULO:

IMPACTO DO TREINAMENTO RESPIRATÓRIO DO YOGA (PRANAYAMA) SOBRE MARCADORES DE ANSIEDADE, AFETO, DO DISCURSO E IMAGEM FUNCIONAL POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA


PALAVRAS-CHAVES:

Yoga, pranayama, emoção, ansiedade, afeto, imagem funcional por ressonância magnética.


PÁGINAS: 94
RESUMO:

A sistematização do Yoga proposta por Patañjali nos Yoga sutras propõe divisão em 8 conjuntos de práticas, que ficou conhecida como Ashtanga Yoga (ashta=oito, anga=membro). Dentre elas estão as práticas respiratórias, conhecidas como Pranayama, que têm sido associadas a efeitos positivos sobre quadros de estresse e ansiedade. Esta tese tem por objetivo avaliar o impacto da prática do Bhastrika Pranayama, sobre marcadores de ansiedade, afeto, discurso e imagem funcional por ressonância magnética (fMRI, Functional Magnetic Resonance Imaging). Trinta adultos jovens saudáveis, e sem experiência com o Yoga, foram recrutados e avaliados por meio do inventário de ansiedade traço-estado (IDATE), da escala de afeto positivo e negativo (PANAS), da análise do discurso e da fMRI (tarefa de regulação emocional, e resting state-fMRI), antes e após 4 semanas de prática do Bhastrika Pranayama ou de atividades controle. O estudo seguiu desenho controlado, randomizado de braços paralelos. Os resultados sugerem redução significativa dos níveis de ansiedade e de afeto negativo, aumento na atividade da ínsula anterior bilateral, cíngulo anterior direito, amígdala direita, e córtex pré-frontal ventromedial (vmPFC) esquerdo. O aumento de afeto positivo está correlacionado ao aumento da atividade na ínsula anterior direita e vmPFC. Encontramos ainda correlação positiva entre o aumento da atividade no vmPFC esquerdo e a redução de ansiedade e de afeto negativo. Resultados de rs-fMRI sugerem redução significativa de conectividade funcional da ínsula anterior direita e do córtex pré-frontal ventrolateral direito com diversas regiões que participam do processo de regulação emocional. Essa diminuição se apresenta correlacionada à redução no estado de ansiedade, e de afeto negativo, e aumento de afeto positivo. Mudanças observadas na análise do discurso ficaram restritas a mudanças em características semânticas quando as palavras “ansiedade”, “negativa” e “positiva” foram utilizadas como sementes. Essas mudanças se mostraram correlacionadas às mudanças observadas nos níveis de ansiedade e de afeto. De forma geral, nossos resultados sugerem que a prática do Bhastrika Pranayama leva a mudanças significativas de ansiedade e de afeto, que se mostraram acompanhadas por mudanças na atividade e conectividade de estruturas cerebrais que participam de processos de regulação emocional.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1243905 - DRAULIO BARROS DE ARAUJO
Interno - 6346130 - MARIA BERNARDETE CORDEIRO DE SOUSA
Externo ao Programa - 1696755 - BRUNO LOBAO SOARES
Externo à Instituição - ELISA HARUMI KOZASA - HIAE
Externo à Instituição - TIAGO ARRUDA SANCHEZ - UFRJ
Notícia cadastrada em: 20/07/2017 16:52
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao