Banca de DEFESA: ANA LÍGIA PESSOA SAMPAIO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ANA LÍGIA PESSOA SAMPAIO
DATA : 27/03/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Por prevenção à COVID-19, os envolvidos participarão por videoconferência de suas residências.
TÍTULO:

PROPOSTA DE UM SISTEMA CONSTRUTIVO EM TERRA ENSACADA COM INCORPORAÇÃO DE MANIPUEIRA.


PALAVRAS-CHAVES:

Construção em terra. Superadobe. Brickeradobe. Manipueira. Simulação.


PÁGINAS: 150
RESUMO:

O território brasileiro não é uniforme e possui contextos bioclimáticos específicos para cada região, sendo categorizado em oito zonas bioclimáticas com parâmetros e condições distintas para se atingir o conforto, mas que são pouco observados ao se pensar em novos materiais e técnicas construtivas no país. A Zona Bioclimática 07, que engloba parte da caatinga e do cerrado brasileiro em que recomendam-se vedações com elevada massa térmica, e a 08, que compreende boa parte do Norte do Brasil e o litoral do Nordeste, sendo sugeridas construções leves, atravessam o estado do Rio Grande do Norte, mas não se vêem opções de sistemas construtivos que supram as recomendações da Zona 07 no mercado. Pensando nisso, técnicas que permitem empregar o solo para construção, muito abundante, garantindo ainda elevada massa térmica e outras propriedades termo-acústicas sem comprometer custo seriam ótimas soluções. Paralelamente, algumas qualidades observadas no estudo da substituição da água por manipueira, resíduo da lavagem da mandioca geralmente descartado, indicam sua potencialidade para ser aplicada em blocos. Nesse cenário, este trabalho percorre o sistema construtivo proposto sob duas óticas: quanto ao contexto bioclimático, com foco nas condições climáticas; e quanto às propriedades dos materiais construtivos, estudando-se sua forma, constituição, resistência e até o tratamento das suas superfícies. Logo, o objetivo desse trabalho é propor um sistema construtivo em terra baseado no Brickeradobe com incorporação de manipueira em substituição à água. Parte-se de um estudo de referência e de pesquisa experimental em laboratório de forma a se caracterizar os materiais em função de suas propriedades não só físico-mecânicas, mas também químico-mineralógica, em que se levou em consideração a fôrma, o invólucro e a composição, sendo esta última definida através das propostas de formulações e após realizados os ensaios mecânicos. Entre os principais ensaios realizados, o de resistência à compressão simples foi feito aos 07 e aos 28 dias, o de absorção de água por capilaridade e de condutividade térmica aos 28 dias para composições de solo e água (SA), solo e manipueira (SM), solo com 10% de cimento e água (CA) e solo com 10% de cimento e manipueira (CM). Com todas as formulações apresentando resultados de resistência à compressão acima de 1 MPa, tendo três delas acima de 2 MPa, e a composição com apenas solo e manipueira obtendo valores de resistênciasemelhantes à da formulação de cimento e água, ressalta-se o potencial da manipueira como catalisador ao favorecer algumas trocas catiônicas e melhorar a trabalhabilidade do material, facilitando sua compactação e gerando blocos mais densos. Posteriormente, foram construídas duas casinhas com 1m² de área interna e 1,50 m de altura na UFRN, em que foram mensurados tempo de execução, custos e seu desempenho termo-acústico através do seu monitoramento. Quanto às propriedades térmicas, foram avaliados ainda a Resistência Térmica, Transmitância Térmica, Fator de Calos Solar e Atraso Térmico dos blocos isolados e inseridos no sistema, obtendo ótimo desempenho, enquanto ainda é cerca de 20% mais barata que o sistema de alvenaria convencional, porém exigindo mais esforço físico.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1149564 - WILSON ACCHAR
Interno - 1149445 - LUIZ ALESSANDRO PINHEIRO DA CAMARA DE QUEIROZ
Externo à Instituição - CLAWSIO ROGERIO CRUZ DE SOUSA
Externo à Instituição - VAMBERTO MONTEIRO DA SILVA - IFPB
Notícia cadastrada em: 24/03/2020 15:08
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao