Banca de DEFESA: TIAGO FEITOSA GONDIM

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : TIAGO FEITOSA GONDIM
DATA : 19/03/2020
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do CTEC
TÍTULO:

Aplicação geotécnica de resíduo de mineração em sistemas de cobertura final de aterros de resíduos.


PALAVRAS-CHAVES:

Sistema de cobertura. Aterro de resíduos. Resíduo de mineração.
Condutividade hidráulica. Sustentabilidade.


PÁGINAS: 96
RESUMO:

O aproveitamento de resíduos de mineração dentro de cadeias produtivas, como o da construção civil, é uma importante solução ambiental para as atividade de mineração no Brasil. Pesquisadores têm demonstrado que diferentes tipos de resíduos de mineração podem ser incorporados a alguns tipos de obras geotécnicas cumprindo a função de barreira hidráulica. Neste cenário, a utilização do resíduo da scheelita em obras de geotecnia ambiental poderia ser uma solução ambientalmente sustentável para esse material. Este trabalho tem como objetivo avaliar a viabilidade técnica de emprego dos resíduos da mineração da scheelita como revestimento compactado com função de barreira hidráulica em sistemas de cobertura de aterros de resíduos. Ensaios de caracterização física, compactação, condutividade hidráulica em permeâmetros de parede rígida e flexível, FRX/DRX e MEV e erodibilidade foram realizados em quatro materiais formados pelas mistura de dois resíduos gerados durante o beneficiamento da scheelita na Mina Brejuí em Currais Novos/RN. Observou-se durante os ensaios de condutividade hidráulica que progressivamente as amostras que continham maior porcentagem partículas finas (< 0,075 mm) houve uma diminuição da permeabilidade do material compactado, de 1,76x10 -6 para 2,18x10 -8 m/s, sem que houvesse necessariamente variação significativa da massa específica do material ensaiado ou porosidade, indicando que os finos incorporados preencheram os vazios das partículas maiores aumentando a tortuosidade do fluxo. A diminuição da permeabilidade pode ser explicada por fatores morfológicos próprios do material utilizado, indicando que seu comportamento difere-se do comportamento esperado para um solo. As amostras F100 e F75G25 demonstram-se viáveis à aplicação pretendida (barreira hidráulica de cobertura de resíduos) atendendo as exigências de normativas internacionais. Os demais compósitos (F50G50 e F25G75) poderiam ser aplicados com outras finalidades dentro de um aterro de resíduos: como camadas de regularização e/ou proteção. Os resultados obtidos demonstram a viabilidade técnica no uso pretendido para o material.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1284389 - MARIA DEL PILAR DURANTE INGUNZA
Interno - 1149451 - OLAVO FRANCISCO DOS SANTOS JUNIOR
Interno - 1692497 - OSVALDO DE FREITAS NETO
Externo à Instituição - RICARDO NASCIMENTO FLORES SEVERO - IFRN
Notícia cadastrada em: 06/03/2020 13:53
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa12-producao.info.ufrn.br.sigaa12-producao