Banca de DEFESA: ANDRE LUIZ LOPES TOLEDO

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDRE LUIZ LOPES TOLEDO
DATA: 17/11/2014
HORA: 08:00
LOCAL: Sala de aula do PEC
TÍTULO:

COMPORTAMENTO GEOTÉCNICO DE MISTURAS DE SOLO E RESÍDUOS DE PERFURAÇÃO ONSHORE


PALAVRAS-CHAVES:

resíduo de perfuração, cascalho, solo laterítico


PÁGINAS: 104
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Civil
SUBÁREA: Geotécnica
RESUMO:

A perfuração de poços para extração de petróleo gera, entre outros resíduos, fragmentos de rochas e solos. Estes fragmentos são denominados cascalho de perfuração de petróleo ou simplesmente resíduo de perfuração de petróleo. Estes fragmentos são imersos nos chamados fluidos de perfuração – material de base oleosa, aquosa ou sintética que serve para estabilizar os poços e lubrificar os elementos mecânicos de perfuração.  Nos locais de exploração onshore são formados grandes depósitos de cascalho de perfuração, material de onerosa destinação final. No Rio Grande do Norte, a produção mensal de cascalho é estimada em aproximadamente 1.300 toneladas. Entra as soluções ambientais para este resíduo está a mistura com solo, como forma de diminuir a concentração dos contaminantes presentes – principalmente os metais pesados e hidrocarbonetos. Em especial a adição diretamente em vias de serviço dos locais de exploração torna-se uma alternativa interessante logística e economicamente. Este trabalho realiza a caracterização do resíduo retirado de uma região de extração no Rio Grande do Norte, através dos ensaios de granulometria, LL, LP, DRX e FRX e ainda executa misturas em percentuais crescentes de 2,5%, 5%, 10 e 15% de resíduo adicionado a um solo conhecido. Estas misturas são submetidas aos ensaios de compactação, CBR, cisalhamento direto e adensamento, com o objetivo de utilizá-las em corpos de aterro. Os resultados dos ensaios são comparados com as normas vigentes do DNIT para execução de aterros. Os resultados encontrados nos ensaios das misturas atendem aos parâmetros mínimos, permitindo, sob ponto de vista da análise geotécnica, a utilização dessas misturas de solo e resíduo.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1524077 - CARINA MAIA LINS COSTA
Externo à Instituição - NILTON DE SOUZA CAMPELO - UFAM
Interno - 2551234 - YURI DANIEL JATOBA COSTA
Notícia cadastrada em: 03/11/2014 10:50
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa14-producao.info.ufrn.br.sigaa14-producao