Banca de QUALIFICAÇÃO: MARYSOL DANTAS DE MEDEIROS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: MARYSOL DANTAS DE MEDEIROS
DATA: 02/04/2013
HORA: 11:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Geografia
TÍTULO:

Vulnerabilidade social e exposição a riscos naturais no município de Natal/RN


PALAVRAS-CHAVES:

Risco; Vulnerabilidade; Índice de Vulnerabilidade Físico-Natural; Índice de Vulnerabilidade Social; Índice de Vulnerabilidade Socioambiental.


PÁGINAS: 50
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
RESUMO:

A sociedade atual vive rodeada por vários tipos de riscos, fazendo com os indivíduos sejam tomados por uma sensação de medo e insegurança constantemente, pois os riscos, dos mais diversos tipos, sempre trazem algum prejuízo à população direta ou indiretamente envolvida. A cidade de Natal apesar da sua aparente tranquilidade no tocante a desastres naturais apresenta diversas áreas de riscos, principalmente nas periferias da cidade, devido à ocupação irregular dos domicílios, bem como falta a de organização urbana, corroborando para a vulnerabilidade da população que reside nestas áreas. O presente trabalho objetiva mapear as áreas de vulnerabilidade social e os riscos naturais na cidade de Natal, levando-se em consideração as inter-relações entre as vulnerabilidades sociais e a exposição diferenciada aos riscos naturais. Para tanto, será necessário estabelecer, segundo a metodologia empregada, o grau de vulnerabilidade social e de vulnerabilidade ao perigo natural no qual os indivíduos estão sujeitos; visando estabelecer a relação sociedade/ riscos. Neste caso, serão utilizadas a metodologia proposta por Crepani em 2001 que se baseia na Ecodinâmica de Tricart (1977), no qual, classifica as áreas de risco e o grau de vulnerabilidade destas áreas conforme os processos morfodinâmicos para elaboração do Índice de Vulnerabilidade Físico-Natural; e para organização do Índice de Vulnerabilidade Social fora adotada uma adaptação do Índice Paulista de Vulnerabilidade Social, elaborado pela Fundação SEADE (Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados) do Estado de São Paulo, valando-se de dados que conotam desvantagem social a nível do setor censitário. Em seguida, com a sobreposição destes dois índices, será possível a elaboração de um Índice de Vulnerabilidade Socioambiental. Assim, além de especializar as áreas de risco indica qual o grau de vulnerabilidade dos indivíduos potencialmente expostos ao perigo natural.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1803535 - ADRIANO LIMA TROLEIS
Presidente - 1503011 - LUTIANE QUEIROZ DE ALMEIDA
Externo ao Programa - 1880578 - RICARDO OJIMA
Notícia cadastrada em: 02/04/2013 09:30
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao