Banca de QUALIFICAÇÃO: BRUNO LUIZ PHILIP DE LIMA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.

DISCENTE: BRUNO LUIZ PHILIP DE LIMA

DATA: 07/05/2009

LOCAL: Auditório do Departamento de Geografia

TÍTULO:

A dinâmica do comércio no processo de (re)produção do espaço urbano de Nova Cruz-RN


PALAVRAS-CHAVES:

Espaço urbano. (Re)produção espacial. Uso do solo. Dinâmica socioespacial.


PÁGINAS: 170

GRANDE ÁREA: Ciências Humanas

ÁREA: Geografia

RESUMO:

O presente trabalho versa sobre a (re)produção do espaço urbano de Nova Cruz-RN, objetivando analisar as implicações socioespaciais oriundas da realocação da principal feira livre da cidade a partir do ano de 1991. A cidade de Nova Cruz, atualmente, assume importância no cenário socioespacial potiguar devido a sua condição de cidade central que é exercida desde décadas na Microrregião Agreste Potiguar. A iniciar pelo seu processo de formação ligado a hospedaria de viajantes que transportavam gado, mais posteriormente pelo áureo momento de produção algodoeira em seu território, constatamos que sua importância para com as cidades próximas vem se dando de modo diferenciado ao longo do tempo. A partir do ano de 1991, a cidade de Nova Cruz passou por uma reconfiguração territorial de seu espaço urbano devido a realocação da feira livre da cidade do bairro Centro para o São Sebastião. Essa dinâmica territorial resultou na (re)produção de seu espaço urbano, promovendo ao mesmo tempo crescimento urbano e expansão da atividade comercial, junto com a migração do centro comercial da cidade. Contudo, ao mesmo tempo em que a transferência da feira desencadeou esses processos através de novos usos do solo na direção do bairro São Sebastião, provocou também a desvalorização econômica do bairro Centro, através da desativação de estabelecimentos comerciais, da perda de funções até então exercidas e da migração de moradores, estabelecendo um quadro de degradação espacial e socioeconômica no bairro. Partindo desse contexto nossa análise busca entender os impactos socioespaciais ocorridos no bairro Centro, a forma como ocorreu a produção e reprodução do espaço urbano no bairro São Sebastião e as implicações da ação do poder público na reestruturação do espaço urbano novacruzense. Para tanto, recorremos a pesquisa bibliográfica para a composição de nosso marco teórico-conceitual, dialogando com autores como Roberto Lobato Corrêa, Ana Fani, Milton Santos, Manuel Castells e Heri Lefvbre, dentre outros, discutindo sobre a análise do urbano, a conceituação de espaço urbano e o processo de (re)produção do espaço urbano. Recorremos ao desenvolvimento de uma pesquisa de campo em nossa área de estudo, por meio da obtenção de dados primários através de entrevistas, questionários e registro fotográfico, além da obtenção de dados secundários por meio de pesquisa bibliográfica e documental acerca de nosso objeto de estudo. Desse modo buscamos colaborar para a compreensão do espaço urbano através de sua produção e reprodução fundamentadas no desvendamento das práticas socioespaciais.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 349714 - ADEMIR ARAUJO DA COSTA
Interno - 349682 - EDNA MARIA FURTADO
Interno - 347943 - RITA DE CASSIA DA CONCEICAO GOMES
Notícia cadastrada em: 13/01/2011 12:04
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao