Banca de DEFESA: SANDRO DAMIÃO RIBEIRO DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : SANDRO DAMIÃO RIBEIRO DA SILVA
DATA : 27/02/2018
HORA: 16:00
LOCAL: Auditório do Dep. de Geografia
TÍTULO:

DELIMITAÇÃO GEOAMBIENTAL DE UNIDADES DA PAISAGEM DO LITORAL SETENTRIONAL POTIGUAR E ADJACÊNCIAS: SUBSÍDIOS A UM ORDENAMENTO TERRITORIAL


PALAVRAS-CHAVES:

Análise Integrada da Paisagem; Teoria Geossistêmica; Delimitação Geoambiental de Unidades da Paisagem; Litoral Setentrional Potiguar.


PÁGINAS: 130
RESUMO:

A Geografia se caracteriza por ser uma ciência dotada de uma ampla capacidade de apreensão de conhecimento do mundo. Estando numa encruzilhada entre as ciências básicas e aplicadas, por um lado, e naturais e sociais, por outro, ela busca trabalhar, no seu âmago, com a complexa, dinâmica e eminente relação entre homem e natureza. Desde os pensadores clássicos, como por exemplo, Alexander Von Humboldt e Élisée Reclus, este pensamento (sistêmico/integrado) permeia os estudos basilares que acabaram sendo responsáveis pelo enriquecimento epistemológico da ciência geográfica. Contudo, a extrema especialização da Geografia, pautada, sobretudo, na dicotomia entre Geografia Física e Humana, enfraqueceu o seu campo teórico nos séculos XIX e XX, o que veio a ser superado, ainda no mesmo século, pelo retorno do pensamento sistêmico, através de novas formulações como a Teoria Geral dos Sistemas, proposta por Ludwig von Bertalanffy. Esta teoria foi o pano de fundo para a concepção geossistêmica, fundada por Viktor Sochava e Georges Bertrand, que aliou-se ao conceito de paisagem para a formulação de uma Geografia Física Global, a qual está atrelada, intrinsecamente, aos objetos de estudo desta dissertação. Tomou-se, aqui, como parâmetro fundamental, as reflexões de Bertrand e do professor Marcos José Nogueira de Souza no que tange às características desta delimitação de unidades da paisagem. Partindo dessa perspectiva, este estudo teve como objetivo elaborar a delimitação geoambiental de unidades da paisagem do Litoral Setentrional do estado do Rio Grande do Norte e Áreas Adjacentes, com vistas à geração de subsídios para um posterior planejamento ambiental/territorial. Utilizando-se de uma metodologia orientada pelos aspectos físicos/fisionômicos da área estudada, buscou-se trabalhar com a escala de 1:50.000, na qual a taxonomia das geofácies foi priorizada. Para tanto, foram utilizadas as técnicas de geoprocessamento e sensoriamento remoto, por meio da vetorização de dados cartográficos e imagens de alta resolução, em conjunto com trabalhos de campo. Como resultados definitivos, destaca-se, primeiramente, a caracterização detalhada dos aspectos físicos de toda a área delimitada. Ademais, foi realizado o mapeamento de 17 (dezessete) geofácies, que foram analisadas, no que concerne as suas características físicas, bem como no apontamento de suas potencialidades, fragilidades e peculiaridades.


MEMBROS DA BANCA:
Externo à Instituição - GLAIRTON CARDOSO ROCHA - IFPI
Interno - 2321176 - JULIANA FELIPE FARIAS
Presidente - 2506087 - MARCO TULIO MENDONCA DINIZ
Notícia cadastrada em: 07/02/2018 11:47
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa03-producao.info.ufrn.br.sigaa03-producao