Banca de DEFESA: ALEXSANDER PEREIRA DANTAS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : ALEXSANDER PEREIRA DANTAS
DATA : 31/07/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Geografia
TÍTULO:

Produção do espaço urbano e centralidade regional: tecendo reflexões acerca da Cidade de Santa Cruz/RN


PALAVRAS-CHAVES:

Cidade. Urbano. Centralidade Regional. 


PÁGINAS: 111
RESUMO:

Os estudos sobre cidade assumem diferentes perspectivas, dentre as quais situa-se a temática da centralidade urbano regional.  Elegendo a Cidade de Santa Cruz com base empírica, desenvolveu-se uma investigação, que de modo geral, objetivou analisar a relação entre o processo de produção do espaço urbano e a centralidade regional, e de forma específica, analisar o processo de produção do espaço urbano, examinar as atividades que fundamentam a centralidade regional exercida pela cidade e elaborar a cartografia da área de influência de Santa Cruz, segundo segmentos do setor de serviços. Os procedimentos metodológicos envolveram pesquisas bibliográficas, documentais e de campo. Os resultados indicam os processos socioespaciais que envolvem Santa Cruz redefiniram sua base econômica, que passou da agropecuária para o terciário, ressaltando sua função de centro regional. A partir de atividades de comércio e serviços, impulsionando uma dinâmica que envolve uma rede de relações urbanas que tem a cidade como ponto de convergência. Nesse contexto, a expansão do segmento dos serviços foi notável, especialmente no que se refere as instituições públicas que se instalaram na cidade, destacando a instalação dos campi da Universidade Federal do Rio Grande do Norte - UFRN e do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia – IFRN. Acrescente-se ainda, a construção do Complexo do Alto de Santa Rita, que tornou a cidade um destino turístico, evento que contribuiu para a ampliação dos serviços, sobretudo de hotelaria e alojamento. Mediante isso, foi dinamizada a produção do espaço urbano de Santa Cruz, sendo notável também o seu crescimento populacional, inclusive, com a população urbana passando a ser predominante e a ampliação do seu sítio urbano, via ocupação de áreas que deram origem a novos bairros. Nessa perspectiva, é possível afirmar que as manifestações do urbano em Santa Cruz redefiniram sua estrutura espacial e ampliaram suas funções urbanas, por meio de uma trama em que a centralidade regional foi sendo fortalecida e seu raio de influência ampliado chegando a extrapolar os limites do território potiguar.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 349714 - ADEMIR ARAUJO DA COSTA
Externo à Instituição - ANIERES BARBOSA DA SILVA - UFPB
Presidente - 350836 - IONE RODRIGUES DINIZ MORAIS
Notícia cadastrada em: 19/07/2017 10:05
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao