Banca de DEFESA: EDUARDO ALEXANDRE DO NASCIMENTO

Uma banca de DEFESA de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : EDUARDO ALEXANDRE DO NASCIMENTO
DATA : 30/05/2017
HORA: 13:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Geografia
TÍTULO:

A PRODUÇÃO DESIGUAL DO PROGRAMA MINHA CASA MINHA VIDA NO RIO GRANDE DO NORTE/RN: UMA ANÁLISE COMPARATIVA DA HABITAÇÃO POPULAR EM CONTEXTOS URBANOS DISTINTOS


PALAVRAS-CHAVES:

PMCMV. Rio Grande do Norte. Política habitacional. Recortes espaciais. 


PÁGINAS: 267
RESUMO:

A produção do ambiente construído em larga escala, na forma de moradias, promovida pelo Programa Minha Casa Minha Vida (PMCMV), tem gerado um conjunto de resultados positivos e negativos em diversas cidades do Rio Grande do Norte (RN). Dentre esses resultados é possível destacar a transformação da paisagem e da configuração dos espaços urbanos; a dinamização da economia e a geração de postos de trabalho; as implicações sobre o déficit habitacional e as condições de habitabilidade de famílias de baixa renda; e uma série de problemas socioespaciais tais como, especulação imobiliária, encarecimento da terra e da moradia, periferização residencial, segregação e o endividamento de famílias de baixa renda. Diante da extensão do recorte espacial definido a priori (o território do RN), da grande heterogeneidade de seu quadro urbano e dos rebatimentos desiguais do Programa no território, optou-se por organizá-lo em três recortes espaciais menores para melhor operacionalizar a pesquisa do ponto de vista metodológico: a Região Metropolitana de Natal (RMN), Mossoró na condição particular de cidade média e as pequenas cidades do estado. A definição de tais recortes constitui uma ferramenta metodológica elaborada com duplo objetivo: 1) para contornar a grande heterogeneidade do quadro urbano do estado, colocando uma variedade significativa de cidades com características comuns dentro de recortes espaciais maiores e mais homogêneos, a fim de operacionalizar melhor o desenvolvimento da análise diante de um grande universo empírico de situações particulares; 2) demonstrar como o Programa se espacializa, com seus resultados e contradições, de forma distinta em cada conjunto de cidades, acarretando consequências socioespaciais, sobremodo variadas. Isto põe em relevo o poder contingente das condições pré-existentes de cada contexto urbano local, enquanto determinante fundamental dos resultados do Programa no RN e define, por conseguinte, a hipótese da proposta de tese deste trabalho. Esta postula que cada um desses recortes não constitui um mero reflexo da realidade, eles interferem nos processos sociais como um todo, e, portanto, em aspectos centrais do Programa, como na predominância do tipo de faixa de renda; no valor das habitações; na localização dos empreendimentos; no tipo de financiamento para aquisição das habitações; na quantidade de empreendimentos; nos resultados de redução do déficit habitacional; e na qualidade estrutural e estética dos imóveis e assentamentos. Assim, o objetivo central do presente trabalho consiste em analisar o processo e os resultados do desenvolvimento desigual do PMCMV sobre a realidade urbana do RN, a partir da influência dos conteúdos particulares de três tipologias urbanas distintas. A fim de alcançar tal objetivo optamos pela combinação de abordagens metodológicas de cunho teórico e de coleta de dados secundários, enfatizando essencialmente o caráter e os aspectos gerais do objeto em tela, e de abordagens metodológicas empírico-quantitativas, privilegiando a coleta de dados concretos in loco, a fim de propiciar informações palpáveis, essenciais à compreensão da materialização desigual do PMCMV no quadro urbano do RN.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 349714 - ADEMIR ARAUJO DA COSTA
Interno - 1486670 - CELSO DONIZETE LOCATEL
Interno - 347943 - RITA DE CASSIA DA CONCEICAO GOMES
Externo à Instituição - EVERALDO SANTOS MELAZZO - UNESP
Externo à Instituição - VIRGINIA CELIA CAVALCANTE DE HOLANDA - UVA
Notícia cadastrada em: 09/05/2017 15:46
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa13-producao.info.ufrn.br.sigaa13-producao