Banca de QUALIFICAÇÃO: IVANIZA SALES BATISTA

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : IVANIZA SALES BATISTA
DATA : 23/03/2017
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório do Departamento de Geografia
TÍTULO:

ANÁLISE INTEGRADA DOS IMPACTOS SOCIOAMBIENTAIS DECORRENTES DA OCUPAÇÃO DO SOLO NA PLANÍCIE COSTEIRA DO MUNICÍPIO DE EXTREMOZ, RIO GRANDE DO NORTE, BRASIL.


PALAVRAS-CHAVES:

Planície costeira; Intervenção antrópica; Impactos socioambientais


PÁGINAS: 81
RESUMO:

Localizadas na interface de tríplice contato entre o oceano, o continente e a atmosfera, as regiões litorâneas apresentam elevada dinamicidade e complexidade natural, condicionadas tanto por uma dinâmica global (clima, tectônica de placas, nível do mar), quanto costeira(ondas, marés e correntes litorâneas) e social (história, cultura, política, economia). Tratam-se de espaços de reconhecida fragilidade natural, por se constituírem em ambientes de formação geológica recente, com sedimentos fisicamente inconsolidados e ecologicamente imaturos. No entanto, apesar desta reconhecida fragilidade natural, são observadas acentuadas pressões de ocupação humana ao longo das costas dos países litorâneos, em decorrência do aumento expressivo da valorização imobiliária nesses espaços e do desenvolvimento de atividades econômicas diversas que exploram seus recursos e potencialidade naturais. Parte-se da concepção de que as interferências antrópicas refletem em impactos negativos ao meio e, consequentemente, a sociedade nele inserida, ocasionando a conformação de impactos socioambientais, a depender da forma como o homem se relaciona com a natureza e socialmente. É neste contexto que se insere a planície costeira do município de Extremoz, RN. Neste sentido, definiu-se como objetivo desta pesquisa analisar de forma integrada os impactos socioambientais decorrentes da ocupação do solo na planície costeira do município de Extremoz. Considerando a indissociabilidade entre sociedade e ambiente. Buscando compreender a realidade geográfica em sua essência, levando em conta os conflitos, contradições, mediações e demais particularidades da dinâmica social e ambiental. Ou as relações sociais enquanto geradoras de impactos e problemas socioambientais. Para tanto, utilizamos a abordagem geossistêmica e o conceito de paisagem como categoria geográfica de análise. Pautamo-nos operacionalmente em pesquisas bibliográficas e de campo, produções cartográficas e análises integradas das unidades da paisagem e da dinâmica socioespacial local.A realização dessa pesquisa justifica-se perante o relevante papel desempenhado pelos estudos geossistêmicos de análise socioambiental, sobressaindo como um instrumento coadjuvante na construção de indicadores ambientais e na avaliação da capacidade de suporte ambiental, visando promover o uso sustentável dos recursos naturais para a manutenção de um meio ambiente ecologicamente equilibrado para as sociedades atuais e futuras. Os resultados parciais demonstram que a planície costeira de Extremoz caracteriza-se pela diversidade dos seus aspectos físicas e naturais e pela conformação de paisagens com beleza cênica singular, sobressaindo à configuração de praias, dunas (fixas e móveis) e lagoas interdunares, as quais vêm sendo exploradas, sobretudo, por atividades turísticas. Contudo, verifica-se espacialmente o considerável aumento da malha urbana local, corroborando no aumento da incompatibilidade entre as relações sociais e as características físicas e naturais locais. Resultando em impactos socioambientais diversos, dentre eles a descaracterização de dunas, o assoreamento dos canais fluviais, a deturpação da conformação paisagística, a segregação socioespacial, a destinação inadequada de lixo e a falta de saneamento básico. Portanto, evidencia-se a necessidade de considerar as peculiaridades da área de estudo para planejá-lo e geri-lo de forma racional, e assim, promover seu uso sustentável e a conservação dos seus recursos naturais. 


MEMBROS DA BANCA:
Externo ao Programa - 1549838 - MARCELO DOS SANTOS CHAVES
Externo ao Programa - 1242208 - RODRIGO DE FREITAS AMORIM
Presidente - 2177287 - ZULEIDE MARIA CARVALHO LIMA
Notícia cadastrada em: 09/03/2017 14:29
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao