Banca de QUALIFICAÇÃO: IGOR RASEC BATISTA DE AZEVEDO

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: IGOR RASEC BATISTA DE AZEVEDO
DATA: 01/05/2016
HORA: 14:30
LOCAL: Auditório do Departamento de Geografia
TÍTULO:

TERRITÓRIO E CIRCUITO ESPACIAL DA PRODUÇÃO DE ARTEFATOS TÊXTEIS PARA USO DOMÉSTICO NO SERIDÓ POTIGUAR. 


PALAVRAS-CHAVES:

Circuito Espacial da Produção de Artefatos Têxteis para Consumo Doméstico; Território; Seridó Potiguar.


PÁGINAS: 60
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
RESUMO:

Inserido na lógica global do modo capitalista de produção, que apresenta mudanças estruturais nas instâncias da produção e da sociedade, o Estado do Rio Grande do Norte, sobretudo a partir dos anos 1980, recebe a influência de novos e variados vetores, dentre eles a pulverização da atividade têxtil no Seridó Potiguar.Nesta perspectiva, o presente trabalho objetiva analisar o uso do território pelo circuito espacial produtivo têxtil, com ênfase na produção de artefatos têxteis para consumo doméstico, a partir dos processos, dinâmica e conteúdo desta no Seridó Potiguar.Não obstante, a localizaçãopor si sónão possibilita o entendimento do uso do território. Interessa, portanto,compreender o encadeamento estabelecido entre as diferentes etapas da produção, conformadas, sobretudo, pela circulação, esta presidida por uma tendência à união vertical dos subespaços, cada vez mais articulados.Para tal, buscar-se-á caracterizar a configuração territorial da atividade têxtil do Rio Grande do Norte, no período atual, em paralelo à região do Seridó e aos nexos entre circuitos de ramos; refletir sobre a evolução da atividade têxtil no Seridó Potiguar considerando os aspectos constitutivos da formação sócio-espacial, das normas e das formas-conteúdo pretéritas; compreender a unidade e a circularidade circuito espacial da produção de artefatos têxteis para consumo doméstico com base nas etapas que se realizam no Seridó Potiguar e com ele se interconectam; e problematizar as articulações empreendidas pelos agentes na constituição de círculos de cooperação.Desse modo, encontram-se apresentados os encaminhamentos e delimitações teórico-metodológicas pelas quais se estruturama pesquisa, através, principalmente, da leitura de Arroyo (2008), Barrios (2014), Castillo e Frederico (2010), Moraes (1984), Santos (2012) e Silveira (2010b). Ademais, realizam-se inferências preliminares sobre o objeto empírico, bem como esboçam-se os desdobramentos posteriores da pesquisa.


MEMBROS DA BANCA:
Interno - 1486670 - CELSO DONIZETE LOCATEL
Presidente - 2346233 - FRANCISCO FRANSUALDO DE AZEVEDO
Interno - 347943 - RITA DE CASSIA DA CONCEICAO GOMES
Notícia cadastrada em: 20/04/2016 08:30
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa05-producao.info.ufrn.br.sigaa05-producao