Banca de QUALIFICAÇÃO: JOSÉ ERIMAR DOS SANTOS

Uma banca de QUALIFICAÇÃO de DOUTORADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: JOSÉ ERIMAR DOS SANTOS
DATA: 27/03/2015
HORA: 14:00
LOCAL: Auditório "D" do CCHLA
TÍTULO:

BANCARIZAÇÃO DO LUGAR: territorialização dos serviços bancários no Rio Grande do Norte


PALAVRAS-CHAVES:

Serviços bancários; Rio Grande do Norte; Território (onto)lógico.


PÁGINAS: 420
GRANDE ÁREA: Ciências Humanas
ÁREA: Geografia
RESUMO:

Esta pesquisa enfoca, a partir de um cantinho disciplinar – a Geografia –, a relação indissociável entre expansão bancária e espaço geográfico, tomando como escala de análise o estado do Rio Grande do Norte, levando-se em consideração os processos sociais relevantes ao sistema de objetos e sistemas de ações constitutivos mediante a política de expansão bancária no território nacional pós-1964, em que fez articularem-se cada vez mais de forma complementar e contraditória os circuitos da economia urbana. Objetiva-se, portanto, compreender a relação entre território e serviços bancários, buscando a razão de ser da expansão desses serviços do ponto de vista geográfico, tomando como recorte empírico o estado do Rio Grande do Norte. Para isso efetivar-se foi necessária uma análise teórica e empírica, em que ao mesmo tempo buscou apreender a situação em estudo como nexo e sistema mediante desdobramento de possibilidades que é por si só tudo que é ligado ao fenômeno humano. Nesse sentido, além da pesquisa bibliográfica, foi necessário um levantamento de dados primários e secundários junto a órgãos específicos. Como resultados parciais tem-se que a concepção de espaço lógico, isto é, espaço a ser preenchido, é ainda o fundamento da territorialização de sistemas de objetos e sistemas de ações das instituições bancárias e do Estado. Ou seja, o espaço como palco, dimensão a ser suprida por materialidades ainda é sustentáculo de atos dos atores hegemônicos da economia na trama constitucional de um território (onto)lógico em rede e multilocalizado. Onto no sentido de Ser, do fazer-se, do constituir-se, do existir; lógico no sentido de campo a ser preenchido. Assim, se o espaço lógico foi aqui entendido como um atraso teórico, o mesmo não vale para o descarte e/ou desconsideração de sua realidade pelos atores hegemônicos, em que uma financeirização da população é cada vez mais constitutiva dos lugares mediante essa concepção.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 349714 - ADEMIR ARAUJO DA COSTA
Interno - 2177362 - ALDO ALOISIO DANTAS DA SILVA
Interno - 347943 - RITA DE CASSIA DA CONCEICAO GOMES
Notícia cadastrada em: 13/02/2015 13:29
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao