Banca de DEFESA: DANIEL ALENCAR DA COSTA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: DANIEL ALENCAR DA COSTA
DATA: 01/02/2013
HORA: 09:00
LOCAL: Auditório do CCET
TÍTULO:

Avaliação da Contribuição de Desenvolvedores para Projetos de Software usando Mineração de Repositórios de Software e Mineração de Processos


PALAVRAS-CHAVES:

Mineração de Repositórios de Software, Mineração de Processos, Avaliação de Projetos de Software


PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Ciências Exatas e da Terra
ÁREA: Ciência da Computação
SUBÁREA: Metodologia e Técnicas da Computação
ESPECIALIDADE: Engenharia de Software
RESUMO:

Mineração de Repositórios de Software (MSR) é uma área que busca analisar repositórios de software em busca de informações relevantes para a pesquisa e para a prática na engenharia de software. As minerações buscam transformar informações estáticas de repositórios de software (sistemas de gerência de configuração e mudanças) em informações relevantes que auxiliam a tomada de decisão dentro do contexto de projetos de software. Por outro lado, a área de Mineração de Processos (MP) busca descobrir características dos processos que são utilizados em organizações para auxiliar na melhoria e documentação destes processos. Trabalhos recentes têm buscado utilizar as técnicas de MSR e de MP para realizar diversas análises na área de Engenharia de Software, tais como: (i) estudar a evolução dos projetos de software (ii) entender o processo de software real utilizado em um determinado projeto; e (iii) criar modelos de predições de defeitos. Contudo, poucos destes trabalhos buscam utilizar as técnicas de MP e MSR com o objetivo de analisar a contribuição de desenvolvedores na implementação de sistemas de software. Esta dissertação de mestrado propõe a condução de estudos experimentais que buscam avaliar a contribuição de desenvolvedores de software para projetos, através da utilização das técnicas de MSR e MP. A qualidade da contribuição dos desenvolvedores são avaliadas sob três diferentes perspectivas: (i) commits defeituosos; (ii) commits complexos; e (iii) resolução de bugs prioritários. Um projeto open-source e um projeto de uma empresa privada são avaliados através do uso das técnicas de mineração investigadas.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1644456 - UIRA KULESZA
Interno - 1671962 - EDUARDO HENRIQUE DA SILVA ARANHA
Interno - 1802737 - GIBEON SOARES DE AQUINO JUNIOR
Externo ao Programa - 1961108 - FERNANDO MARQUES FIGUEIRA FILHO
Externo à Instituição - CHRISTINA VON FLACH GARCIA CHAVEZ - UFBA
Notícia cadastrada em: 09/01/2013 10:54
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa08-producao.info.ufrn.br.sigaa08-producao