Banca de DEFESA: JOÃO CARLOS EPIFANIO DA SILVA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE : JOÃO CARLOS EPIFANIO DA SILVA
DATA : 15/08/2018
HORA: 14:00
LOCAL: DIMAP
TÍTULO:

Investigação do Ensino de Engenharia de Requisitos na Perspectiva da Academia e da Indústria: Foco em Documentação de Requisitos


PALAVRAS-CHAVES:

 Engenharia de Requisitos, Ensino-aprendizagem, Metodologias de Ensino

 


PÁGINAS: 97
RESUMO:

Na literatura muitos problemas são apontados referentes ao processo da Engenharia de Requisitos. Pesquisas recentes demonstram que os ambientes de desenvolvimento de software enfrentam muitos desafios que vão desde a elicitação de requisitos até sua validação. Os desafios listados na literatura fazem parte de tópicos ensinados na disciplina de Engenharia de Requisitos oferecidos nos cursos de graduação em ciências da computação e cursos afins. Esses desafios impactam na qualidade do produtos e podem colocar em risco a continuidade de um projeto. Logo, acredita-se que possa existir um déficit no ensino da disciplina que impacta na indústria bem como a falta de paralelismo de ambos contextos. Diante desse cenário, este trabalho elencou metodologias e atividades que mudam o método tradicional de ensino de Engenharia de Requisitos. As atividades têm foco na interpretação de soluções e escrita de requisitos. Para isso foi necessário realizar uma revisão sistemática da literatura a fim de identificar como a disciplina é lecionada bem como um survey destinado a professores e indústria visando identificar as principais sugestões e dificuldades relacionadas com a disciplina de engenharia de requisitos. Verificou-se que os professores enfrentam muitos desafios no ensino e a indústria muitos problemas que podem ser tratados ainda na academia. A partir desses resultados concluiu-se que é necessário contornar os desafios apresentados, o que pode ser feito logo na academia, para que não impactem na indústria. Há também a necessidade de atividades mais práticas e novas abordagens na sala de aula. Na indústria, recomendamos a colaboração com a academia. Desta forma, uma vez identificadas as demandas do setor, a academia pode proporcionar aos futuros profissionais uma formação baseada nas habilidades esperadas.



MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 2195240 - MARCIA JACYNTHA NUNES RODRIGUES LUCENA
Interno - 1754430 - LYRENE FERNANDES DA SILVA
Externo ao Programa - 2245086 - ISABEL DILLMANN NUNES
Externo à Instituição - MARIA LENCASTRE PINHEIRO DE MENEZES E CRUZ - UPE
Notícia cadastrada em: 14/08/2018 08:14
SIGAA | Superintendência de Informática - (84) 3215-3148 | Copyright © 2006-2019 - UFRN - sigaa07-producao.info.ufrn.br.sigaa07-producao