Aula de encerramento do Curso "Iniciação à História dos Sertões" - Exibição do filme Boi de Prata

No dia 30 de setembro de 2019, segunda-feira, ocorrerá nossa aula de encerramento do Curso de Extensão "Iniciação à História dos Sertões", a partir das 19h30, no Anfiteatro do Ceres.


Na ocasião, teremos a exibição do filme Boi de Prata (digitalizado), com a presença de Flávia Assaf, autora do livro “Boi de Prata – a estreia do Sertão do Seridó no cinema terceiro-mundista brasileiro”.


A aula será aberta e os presentes serão certificados, estando ou não inscritos no curso.


O filme Boi de Prata foi produzido entre 1976 e 1980, e ficou esquecido durante décadas nas prateleiras da Embrafilme, sobretudo porque não houve distribuição do mesmo nos cinemas brasileiros. Segue sua sinopse: "Em Caicó, Rio Grande do Norte, Elói Dantas, o rico herdeiro de um fazendeiro, volta da Europa para ampliar os negócios do pai. Vem com a mulher Beatriz, sempre bêbada e louca para voltar para Londres. Associado a grupos estrangeiros, Elói quer explorar ouro e xelita e para isso tenta se apropriar do pequeno sítio de Antônio Vaqueiro, rico nos minerais. Antônio, que já não tem nada (até seu último boi morreu de fome), recorre a Maria dos Remédios, uma curandeira cigana, e a Tião Poeta, fazedor de versos e sonhador, para ajudarem-no a salvar o pedaço de terra que lhe resta. Ela transmite seus conhecimentos sagrados a Tião para que ele, armado com o sonho e a magia popular, enfrente a crueldade do fazendeiro. Em suas fantasias audiovisuais, o poeta sonha com o boi de prata, um boi brilhante e misterioso, símbolo da libertação do povo. Elói Dantas contrata um grupo de jagunços armados para invadir a terra de Antônio. Este, junto com Tião, construiu um muro de pedras, sua música arma de defesa contra os invasores, que logo o destroem com dinamite. Matam Antônio e torturam Tião. Mais tarde, num churrasco em uma fazenda vizinha. Elói Dantas, vitorioso, e Beatriz, já completamente bêbada, assistem a uma apresentação de bumba-meu-boi. Elói toureia o boi que o derruba. Dele sai, com uma faca, o poeta Tião, matando-o. Todos fogem, encontrando no caminho o boi de prata que passam a seguir."


Contamos com a presença de todxs!


Coordenação do Curso de Iniciação à História dos Sertões

Notícia cadastrada em: 27/09/2019 11:04
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao