Banca de DEFESA: CERES VIRGINIA DA COSTA DANTAS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: CERES VIRGINIA DA COSTA DANTAS
DATA: 24/05/2013
HORA: 08:00
LOCAL: SALA DE VIDEOCONFERÊNCIA DA UFRN
TÍTULO:

AVALIAÇÃO DA FLOTAÇÃO POR AR DISSOLVIDO NO POLIMENTO DE EFLUENTES DE LAGOA DE ESTABILIZAÇÃO.


PALAVRAS-CHAVES:

Flotação a ar dissolvido. Regressão simples. Pós-tratamento. Lagoa de estabilização.


PÁGINAS: 75
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Sanitária
SUBÁREA: Saneamento Ambiental
RESUMO:

A experiência no uso de lagoas de estabilização mostra que esse é um sistema que apresenta baixo custo, fácil operação e manutenção e adequado a países tropicais. Sua desvantagem deve-se às elevadas concentrações de sólidos suspensos, devido principalmente à biomassa das algas nos efluentes. Nesse sentido, a flotação por ar dissolvido tem se mostrado como uma eficiente técnica de pós-tratamento. No entanto, a eficiência desse processo está relacionada às etapas de coagulação e floculação prévias, bem como ao ajuste das variáveis envolvidas no processo. Assim, objetivou-se avaliar a eficiência de remoção de algas de efluente de lagoas de estabilização bem como a influência dos fatores envolvidos utilizando o processo de flotação por ar dissolvido. Para isso, foi utilizado efluente das lagoas facultativa primária e de maturação da ETE Ponta Negra, em Natal. As amostras coletadas foram submetidas a ensaios de coagulação, floculação e flotação com vistas à remoção de sólidos suspensos, utilizando-se o equipamento flotateste. Nesse processo foram testados os coagulantes sulfato de alumínio e cloreto férrico, e variados os fatores pH, concentração de coagulante, concentração de polímero e taxa de recirculação da água saturada. Ao fim dos experimentos, foram analisados turbidez, sólidos suspensos, cor, DQO e clorofila “a”. Esses resultados foram submetidos a estatística descritiva para verificação da eficiência do processo em geral, e análise de regressão para identificar modelos que descrevam o processo e demonstrem os fatores que apresentam maior influência na flotação. Após a etapa metodológica, foram encontradas altos valores de eficiência de remoção de sólidos suspensos, chegando a valores superiores a 90% nos melhores casos. Concluiu-se que a flotação é mais eficiente no efluente de lagoa facultativa utilizando-se cloreto férrico, e que a variabilidade de algas pode influenciar negativamente no processo. As análises de regressão demonstraram que o pH é a variável de maior influência na coagulação-floculação-flotação, sendo que o seu valor ótimo dentre os testados é 5,5 para os dois coagulantes.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 376.950.452-68 - ANDRE LUIS CALADO ARAUJO - IFRN
Interno - 346736 - CICERO ONOFRE DE ANDRADE NETO
Externo à Instituição - RÉGIA LÚCIA LOPES - IFRN
Notícia cadastrada em: 08/05/2013 09:38
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa27-producao.info.ufrn.br.sigaa27-producao