Banca de DEFESA: LUCIANA DE CASTRO MEDEIROS

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: LUCIANA DE CASTRO MEDEIROS
DATA: 17/04/2013
HORA: 10:00
LOCAL: SALA DE AULA DO PRÉDIO DO LARHISA
TÍTULO:

O EFEITO DO REGIME HIDROLÓGICO DO SEMIÁRIDO NA COMPOSIÇÃO DE ESPÉCIES DURANTE DOMINÂNCIA DE CIANOBACTÉRIAS EM UM RESERVATÓRIO TROPICAL.

 


PALAVRAS-CHAVES:

Florações de cianobactérias, dinâmica temporal fitoplantônica, SphaerocavumCylindrospermopsis, Microcystis


PÁGINAS: 25
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Sanitária
SUBÁREA: Saneamento Ambiental
ESPECIALIDADE: Microbiologia Aplicada e Engenharia Sanitária
RESUMO:

As florações de cianobactérias potencialmente tóxicas estão disseminadas em corpos aquáticos por todo o globo, resultando na perda da qualidade da água e efeitos negativos para a saúde humana. Em regiões áridas e semiáridas, o regime hidrológico peculiar da região, caracterizado por um ciclo anual de seca e chuva, desempenha papel importante nas alterações na flutuação de volume e tempo de retenção dos reservatórios, afetando suas características limnológicas, ocassionando mudanças na composição e biomassa da comunidade de cianobactérias. O reservatório Cruzeta (Zmax = 11 m) é um manancial de abastecimento eutrófico, localizado no semiárido tropical (Nordeste, Brasil). Levantou-se a hipótese de que o regime hidrológico peculiar do semiárido tropical é um fator determinante na composição e dominância de espécies de cianobactérias em mananciais eutrofizados. O objetivo deste trabalho foi analisar a mudança de biomassa e composição de espécies durante dois ciclos hidrológicos anuais e avaliar os fatores direcionadores. O estudo foi dividido em 5 períodos distintos (seca 2010, chuva 2011, seca 2011, chuva 2012, seca 2012)O grupo dominante encontrado em todos os períodos foi de Cianobactérias (99% da biomassa total), o que contribuiu para a baixa diversidade. A espécie heterocitada Cylindrospermopsis raciborskii esteve presente em ambos os pontos em quase todo o estudo. As espécies coloniais Microcystis panniformis e Sphaerocavum brasiliensis dominaram somente nos períodos com menores volumes de água. As diatomáceas contribuíram mais com a biomassa durante a seca severa. O ponto próximo a barragem (P1) apresentou biomassa fitoplantônica maior que o ponto próximo ao tributário (P2). A dominância das espécies coloniais de cianobactérias se estendeu até o extravazamento do reservatório no P1, e no P2 esta dominância foi até as primeiras chuvas.  A análise de redundância indicou que fatores físicos, tais como disponibilidade de luz e o volume de água, foram os fatores principais de condução da sucessão sazonal do fitoplâncton. A composição do fitoplâncton no manancial foi alternada por espécies de cianobactérias filamentosas nas condições de pouca estabilidade da coluna d´água, como a Cylindrospermopsis raciborskii, e por espécies coloniais nas condições de elevada estabilidade da coluna d´água, como Microcystis panniformis e Sphaerocavum brasiliensis. A sazonalidade regida pelo regime hidrológico peculiar da região do semiárido foi o fator determinante na disponibilidade de luz e na estabilidade da coluna d´água, direcionando dinâmica temporal e espacial do fitoplâncton no reservatório Cruzeta.

 


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1764855 - VANESSA BECKER
Interno - 1345690 - ARTHUR MATTOS
Interno - 1759924 - HELIO RODRIGUES DOS SANTOS
Notícia cadastrada em: 11/04/2013 15:57
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa11-producao.info.ufrn.br.sigaa11-producao