Banca de DEFESA: ANDREA SARAIVA DE OLIVEIRA

Uma banca de DEFESA de MESTRADO foi cadastrada pelo programa.
DISCENTE: ANDREA SARAIVA DE OLIVEIRA
DATA: 31/08/2012
HORA: 10:00
LOCAL: SALA DE AULA DO PRÉDIO DO LARHISA/PPgES
TÍTULO:

Uso e ocupação do solo e a concentração de metais pesados no sedimento e na água: Bacia do Rio Pitimbu


PALAVRAS-CHAVES:

sedimento, metais pesados, urbanização.


PÁGINAS: 100
GRANDE ÁREA: Engenharias
ÁREA: Engenharia Sanitária
RESUMO:

A expansão acelerada dos centros urbanos tem produzido impactos importantes nos recursos hídricos. As regiões urbanas carecem de estrutura político-institucional capaz de suprir as demandas ambientais e os efeitos produzidos pelo uso e ocupação do solo nos recursos hídricos. Este trabalho tem como objetivo analisar os efeitos do uso e ocupação do solo na concentração de metais pesados no sedimento a na água. A metodologia usada incluiu a coleta de amostras da água e sedimento do leito em 8 seções ao longo da calha fluvial. As amostras foram submetidas à análise laboratorial visando detectar a concentração de metais pesados na água e sedimento e fósforo total na água. Foram analisadas as concentrações de Al, Cu, Pb, Cd, Fe, Ni e Zn. Após serem submetidas à digestão ácida (método 3050B), as concentrações foram medidas por espectrometria de emissão atômica por chama (ICP-FLAA). Os resultados das análises foram comparados com normativas de referência, essas normas tem o intuito de avaliar os riscos de substâncias tóxicas no sedimento e na água em programas de gestão. As normativas de referência utilizadas neste trabalho foram: a) Ontario Ministry of the Environment and Energy (OMEE,1993); b) Normativa Holandesa (VROM, 2000); c) Normativa Canadense (CCME, 1999); d) United States Environmental Protection Agency (USEPA, 1977); e) Resolução Conama n° 344/2004; f) Resolução Conama n° 357/2005. As altas concentrações de Ferro (38750 µg g-1), Chumbo (1100 µg g-1), Níquel (100µg g-1) e Zinco (180µg g-1) detectados nos sedimentos, confirmam o estado de degradação do sistema aquático. As concentrações de Ferro (1,08mg/L), Alumínio (0,6 mg/L) e Fósforo (0,05 mg/L) presentes na água encontram-se fora dos padrões estabelecidos para água de consumo humano.


MEMBROS DA BANCA:
Presidente - 1242829 - LUCIO FLAVIO FERREIRA MOREIRA
Interno - 345791 - MANOEL LUCAS FILHO
Externo à Instituição - CRISTIANO POLETO - UTFPR
Notícia cadastrada em: 22/08/2012 16:43
SIGAA | Superintendência de Informática - | | Copyright © 2006-2020 - UFRN - sigaa06-producao.info.ufrn.br.sigaa06-producao